Diário da Manhã

segunda, 09 de dezembro de 2019

Notícias

PRONTO SOCORRO : Vereador faz cumprir a lei

01 outubro
10:02 2019

Desde julho, o vereador Marcus Cunha (PDT) vem travando uma batalha contra o Executivo para fazer valer um direito dos usuários do Pronto Socorro de Pelotas.

A Câmara de Vereadores aprovou, por unanimidade, projeto de lei do vereador, que dispõe sobre a fixação em local visível, do resumo da ementa do acórdão judicial que determina o tempo de internação nas dependências do Pronto Socorro de Pelotas. Caso o atraso chegue a 72 horas (para leito clínico) e 48 horas (para leito de UTI), há pena de pagamento de multa de R$10.000,00 (dez mil reais) por paciente/dia.

 MARCUS Cunha esteve no Pronto Socorro colocando cartazes Assessoria


MARCUS Cunha esteve no Pronto Socorro colocando cartazes
Assessoria

A prefeita Paula Schild Mascarenhas (PSDB) vetou essa iniciativa. O assuntou voltou à Câmara e o veto foi derrubado.

Em 05 de setembro foi – finalmente – publicado o Decreto Legislativo 704/2019 obrigando a Prefeitura a colocar os cartazes com as informações desse direito dos pacientes ao tempo máximo de espera por leitos.

Passados 20 dias, sem nenhuma providência por parte da direção do Pronto Socorro, o vereador Marcus Cunha esteve no PS, na última quinta-feira, para verificar o cumprimento da medida. Recebido com as tradicionais desculpas de tempo, prazo, dificuldades financeiras, não se deu por rogado e sacou os cartazes confeccionados por ele mesmo.

“Já esperava que a medida não seria cumprida, fui até lá preparado e, quando vi que os avisos não estavam à disposição da população, coloquei-os, devidamente autorizado pela direção do PS”. Marcus Cunha levou dez cópias, mas só pode colocar três.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções