Diário da Manhã

domingo, 05 de julho de 2020

Notícias

 Mais recentes

SEM ESPORTES COLETIVOS : “Eu acho uma loucura” diz Paula

24 junho
09:10 2020

Por: Henrique König

Em live transmitida, a prefeita Paula Mascarenhas foi enfática sobre a proibição dos treinamentos dos clubes de futebol e demais modalidades coletivas em Pelotas antes do dia 6 de julho. A informação havia sido apurada na segunda-feira (22) pelo repórter Fernando Monassa.

“Não vejo como o Campeonato Gaúcho voltar em julho. Respeitarei a decisão que virá de cima, de Porto Alegre, mas não vejo como possível. Estamos sentindo que o mês de julho será o mais difícil para o Rio Grande do Sul. Porto Alegre está em bandeira vermelha, o prefeito lá está voltando atrás em decisões, com fechamentos de comércios e atividades. Então, como voltar ao futebol em um campeonato que exige deslocamento de muitas pessoas, de uma região para outra do estado, com jogadores vindos de fora? Eu acho uma loucura, uma irresponsabilidade. Não quero falar pelos clubes, mas os clubes aqui estão sendo responsáveis, estão preocupados com a saúde de seus atletas, de seus funcionários. Já conversamos várias vezes e antes do mês de julho não serão liberados os treinamentos”, avaliou a prefeita.

Paula Mascarenhas em live da terça-feira (22) Foto: Gustavo Vara

Paula Mascarenhas em live da terça-feira (22)
Foto: Gustavo Vara

Prosseguiu: “Eu seria a favor dos jogadores que vêm de fora esperarem em isolamento por 15 dias antes de retornarem às atividades”, protocolo semelhante ao que a prefeitura está adotando sobre estudantes de fora que frequentam o IF-Sul, por exemplo.

Pelo lado dos atletas, o goleiro Matheus Nogueira, sobre os treinos em casa: “Os trabalhos são muito para a parte de força, para manter o físico, para evitar lesões no retorno. Os trabalhos específicos de goleiro ainda não estão sendo possíveis. São atividades em comum com os demais jogadores”, afirmou na Rádio Universidade AM.

O comentário do guarda-redes demonstra a necessidade de tempo hábil para os atletas voltarem às atividades presenciais com antecedência, bem antes dos compromissos oficiais. Assim, o Campeonato Gaúcho se encaminha para agosto. Matheus Nogueira ainda considerou que as partidas sem público exigirão novos

níveis de concentração dos atletas, acostumados com o som e a presença da torcida.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções