Diário da Manhã

terça, 25 de junho de 2019

Notícias

SOJA : Estado abre colheita de uma das maiores safras de soja da história

SOJA : Estado abre colheita de uma das maiores safras de soja da história
01 abril
09:00 2019

O município de Tupanciretã, conhecido como Capital Gaúcha da Soja por ser o maior produtor do grão do estado, sediou  sábado a 12ª Abertura Oficial da Colheita da Soja do RS. Realizado no Complexo Tupanciretã, área de 200 hectares com lavoura experimental da prefeitura, o evento reuniu produtores, empresários e autoridades.

“Faço questão de estar aqui para prestar minha homenagem e em nome de todo o povo gaúcho a quem empreende no campo, se submetendo ao imponderável do clima, além de enfrentar todas as dificuldades de infraestrutura, tributária e burocracias, gera riqueza e sustenta nossa balança comercial”, afirmou o governador Eduardo Leite em seu discurso, logo após participar do ato simbólico de colher os primeiros grãos da safra de verão 2018/2019.

EXPECTATIVA da safra indica aumento de 9% na produção, com 18,7 milhões de toneladas de grãos Foto : Itamar Aguiar/Palácio Piratini

EXPECTATIVA da safra indica aumento de 9% na produção, com 18,7 milhões de toneladas de grãos
Foto : Itamar Aguiar/Palácio Piratini

O Rio Grande do Sul é o segundo maior produtor de soja do país, atrás apenas de Mato Grosso. Apesar das chuvas intensas de setembro e outubro terem prejudicado o desenvolvimento de algumas lavouras, a expectativa da safra 2018/2019 indica aumento na produção de 9%, com 18,7 milhões de toneladas do grão. Se for concretizada, poderá ser a segunda maior da história do RS.

Para alcançar esse patamar, o produtor tem usado de todos os meios para ampliar o uso de tecnologia a fim de reduzir custos, aumentar produtividade e, dessa forma, melhorar a rentabilidade. Foi por esse caminho que a produtividade da soja saltou de 2.823 kg/ha na safra 2006/2007 para 3.394 kg/ ha na safra 2017/2018 – aumento de 20% em apenas 10 anos.

Saudando o esforço e a resiliência do produtor, o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, afirmou que o seu papel e o do governo como um todo é não atrapalhar. “Estamos fazendo um grande esforço pela desburocratização da nossa agricultura, de forma que o olhar do órgão fiscalizador seja de incentivo, não apenas de punidor. Estamos aqui para sermos parceiros do agricultor”, destacou Covatti Filho.

FOCO NA AGENDA DE DESENVOLVIMENTO

Além de comemorar mais uma safra histórica, a Abertura da Colheita é um momento importante para tratar sobre as demandas do setor. Nesta edição, foram destacadas a necessidade de investimentos nas estradas da região e de desburocratização e agilidade para levar adiante projetos das propriedades rurais.

O governador afirmou que, além da agenda de combate à crise fiscal, sua gestão tem uma agenda paralela de desenvolvimento sustentada no tripé redução de tributação, de burocracia e de custos logísticos. Para levar adiante esse último, Leite destacou o recém-lançado RS Parcerias, programa para estimular parcerias público-privadas (PPPs) e concessões no estado nas mais diversas áreas.

Além de quatro projetos já lançados, que envolvem concessões de duas rodovias, da rodoviária da capital e do zoológico, um estudo está em andamento para avaliar quais ativos podem ser trabalhados em parceria com a iniciativa privada, o que inclui novas estradas, hidrovias, Porto do Rio Grande, aeroportos regionais, entre outros equipamentos públicos que irão beneficiar as importantes regiões produtores do estado. Além disso, com a administração de serviços importantes à população pelo setor privado, sobrará ao governo recursos para investir em locais que não despertam interesse de parceiros, mas que são estratégicos para o desenvolvimento do RS.

“O estado tem de ser estado onde o privado não alcança porque não se sustenta como negócio. É ali que a gente tem de colocar os recursos, para induzir o crescimento e estimular o desenvolvimento em todas as regiões”, apontou Leite.

“Não é sobre não termos problemas, mas sobre sermos capazes de superá-los. As demandas de vocês serão consideras. Não vou aqui fazer promessas que poderei não conseguir cumprir, mas tenham certeza de que viabilizando reformas e buscando na parceria com o setor privado, nós vamos conseguir dar curso a investimentos que farão com que o escoamento seja feito com mais qualidade, mais segurança e menor custo”, concluiu o governador.

Entre as autoridades presentes, estiveram o senador Luis Carlos Heinze, o deputado federal Jerônimo Goergen, o deputado estadual Frederico Antunes, o prefeito de Tupanciretã, Carlos Augusto Brum de Souza, e o vice-presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Elmar Konrad.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções