Diário da Manhã

quinta, 19 de setembro de 2019

Notícias

UFPel atua no Controle da Qualidade do Doce na Fenadoce

11 junho
08:35 2019

Estudantes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) estão atuando em ação de Controle da Qualidade do Doce na Fenadoce. O projeto tem o objetivo de orientar as doceiras, no sentido de diminuir ocorrências de não conformidades para que os produtos estejam bem apresentados ao consumidor.

As observações estão sendo realizadas por alunos dos cursos de Química de Alimentos, Tecnologia em Alimentos e Nutrição. Os acadêmicos registram as observações para, posteriormente, serem sanadas as ocorrências pelos professores, junto às doceiras. O trabalho contribui para aumentar a confiabilidade na manutenção da qualidade.

A ação é coordenada pelos professores Márcia Gularte e Valdecir Carlos Ferri. Desde 2015, o projeto Qualidade dos Doces vem ocorrendo em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL e UFPel.

A trajetória está aumentando progressivamente a conscientização sobre a importância de apresentar os doces com qualidade, o que para o consumidor equivale a encontrá-los bem organizados nas prateleiras, em balcões limpos, bem iluminados, manuseados por atendentes uniformizados, que se apresentam sem adereços, usando luvas e, também, cordiais com os consumidores. De acordo com os professores, esse conjunto de cuidados é essencial para que o doce possa cumprir com a função simbólica que hoje desempenha: a de ser o cartão postal do município de Pelotas.

O projeto também desenvolve ações de pesquisa, nas quais são realizadas análises microbiológicas voltadas a assegurar inocuidade para o consumo. A UFPel tem papel fundamental neste sentido, já que fez parte do estudo do histórico imaterial para a tecnologia em certificação dos doces junto ao IPHAN e do registro no INPI, para o selo de procedência de 14 doces tradicionais de Pelotas.

PROJETO tem  a participação de alunos de Química de Alimentos, Tecnologia em Alimentos e Nutrição

PROJETO tem a participação de alunos de Química de Alimentos, Tecnologia em Alimentos e Nutrição

Os coordenadores observaram, ainda, que a experiência do grupo na Fenadoce é um exemplar momento de integração entre os cursos. Os três envolvidos formam profissionais com habilidades específicas e complementares entre si. Deste modo, o convívio dos alunos durante os 19 dias da Fenadoce oportuniza, na realidade concreta, a compreensão tanto das habilidades comuns como das específicas e contribuem, de modo intenso, para que os estudantes percebam os seus possíveis campos de atuação.

Os alunos do Controle dos Doces circulam, durante os dias desta Fenadoce, entre as bancas da Cidade do Doce, usando os jalecos brancos nos quais estão identificados os seus cursos pelos logos bordados no uniforme. E assim, a UFPel também circulará.

Para a pró-reitora de Extensão e Cultura, Francisca Michelon, em cada ação da parceria entre UFPel e Fenadoce há uma trajetória de conhecimento que se fortalece e uma presença que também é uma metodologia de formação acadêmica em uma Universidade que se afirma na cidade e região não apenas por estar nela, mas por estar integrada à comunidade. “Se por um lado a UFPel ganha um espaço de visibilidade para as ações que sua comunidade desenvolve, por outro, a Fenadoce ganha com o trabalho orientado dos estudantes”, observou.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções