Diário da Manhã

terça, 22 de outubro de 2019

Notícias

UFPEL : Centro de Engenharias celebra 10 anos

UFPEL : Centro de Engenharias celebra 10 anos
07 junho
08:48 2019

Com uma comunidade de mais de duas mil pessoas, o Centro de Engenharias (CEng), maior unidade acadêmica da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), chega a dez anos de existência.

A celebração da data começou no dia 31 de maio, quando alunos, professores, técnicos e convidados participaram de um evento que deu início às comemorações.

Unidade com dez cursos de graduação e dois de pós-graduação, o CEng tem 129 professores, 1.922 alunos – sendo 88 em pós-graduação – e 21 técnicos. São mais de 1,5 mil profissionais formados. “Nosso maior patrimônio é o recurso humano”, destacou a diretora, Isabela Fernandes Andrade, ao agradecer o empenho da comissão organizadora das comemorações dos dez anos.

A diretora adjunta, Aline Ribeiro Paliga, salientou a presença no evento de antigos docentes e também dos recém-ingressados na Unidade, observando que dentre os professores há 30 formações diferentes, o que faz o Centro diferenciado. “Basicamente, o engenheiro deve ter a capacidade de resolver problemas propostos. Só que os problemas não abrangem uma área só, e a interrelação entre áreas favorece o crescimento tecnológico. Quando as áreas se relacionam novas perspectivas podem proporcionar que as habilidades de uma resolvam problemas de outra”, observou. Aline ainda pontuou que o CEng está em consolidação e processo de qualificação – com fragilidades, mas muito potencial. “Esperamos que nossos governantes tenham consciência de que não existe país sem universidades”, finalizou.

Na ocasião, o primeiro diretor do CEng, professor Wolmer Brod Peres, fez um relato histórico da Unidade até os dias atuais. “Estamos cumprindo nosso papel social contribuindo para a melhoria da educação no país, trazendo mais trabalho e renda para Pelotas e região”, disse.

Presente na solenidade, o reitor Pedro Curi Hallal parabenizou a Unidade pela história e observou que o CEng ainda passa por processo de implantação, com o qual a gestão é comprometida. “Em dez anos, a estrutura foi melhorada e as conquistas têm que ser comemoradas. Mas também estamos cientes de que o CEng precisa de mais técnicos e laboratórios”, disse, falando sobre as dificuldades pelas quais passa a educação brasileira. Ao mesmo tempo, o gestor lançou um desafio ao CEng: pensar uma formação inicial mais interativa com outros cursos da Universidade. O reitor também pediu apoio dos estudantes da Unidade para a luta em defesa da Universidade. “Hoje é um dia de festa, mas não posso deixar de falar que a Universidade está em luta. Não é uma luta entre lados: está em jogo a própria existência da universidade pública. As universidades precisam ser defendidas nesse momento”, sublinhou.

DESCERRAMENTO de placa comemorativa a data

DESCERRAMENTO de placa comemorativa a data

HOMENAGEM E CELEBRAÇÃO
Representando as três categorias, receberam homenagem o professor Wolmer Brod Peres (docentes), a secretária da direção Laureci Lane Silva (técnicos-administrativos), o engenheiro Giusepe Stefanello (egresso da Engenharia Agrícola) e Rafael Eicholz Rutz (técnico-administrativo egresso da Engenharia Industrial Madeireira).

O evento teve ainda descerramento de placa comemorativa e apresentação musical com uma banda formada pelo professor Carlos Luz e convidados.

A comissão organizadora das comemorações dos dez anos do CEng é formada pelas professoras Claudia Lemons, Ariane Ferreira e Maria Tereza Pouey.

Cotada: De fábrica de massas a Centro de Engenharias

Até a década de 1990, a grande estrutura localizada na esquina da rua Benjamin Constant e da praça Domingos Rodrigues, em Pelotas, servia para a fabricação de massas e biscoitos. A partir da segunda década dos anos 2000, ela será espaço para formação intelectual, humana e profissional de diversos estudantes da UFPel. Em 2014, as instalações da antiga fábrica Cotada passam a integrar as áreas acadêmicas da instituição, agregando à infraestrutura da UFPel dois blocos, um de três e outro de seis andares.

CotadaO prédio será ocupado pelo Centro de Engenharias e pelo setor de TV do Centro de Educação a Distância.

A estrutura que está recebendo os retoques finais para a inauguração impressiona pelo tamanho: a área total do prédio é de cerca de 5,3 mil metros quadrados, superior ao prédio principal do Campus das Ciências Sociais. Esse espaço é dividido nos dois prédios anexados que formam a edificação.

O prédio foi dotado de dois elevadores, corredores e paredes que permitem uma maior iluminação e grandes espaços para laboratórios, como exigido pelas atividades das engenharias.

Fotografia: Katia Helena Dias – CCS/UFPEL

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções