Diário da Manhã

quinta, 13 de agosto de 2020

Notícias

 Mais recentes

VAGAS NAS OITAVAS : Hora de vencer e convencer

23 junho
10:04 2014

O empate serve para o Brasil, mas há a necessidade de vitória contra Camarões para aliviar a pressão

Confirmar classificação, ganhar e convencer. Estes são os propósitos do Brasil para a partida desta segunda-feira, contra Camarões, no Mané Garrincha, em Brasília. O empate serve para que a Seleção Brasileira garanta matematicamente sua presença nas oitavas de final, quando irá enfrentar Holanda ou Chile. Mas, depois de empatar com o México na rodada anterior, há necessidade é de vitória e, se possível convencendo, diante dos já eliminados camaroneses.

Nos dois primeiros jogos da Copa do Mundo, o Brasil não repetiu o desempenho da Copa das Confederações do ano passado. Na estreia derrotou a Croácia por 3 a 1, de virada. Já na partida seguinte ficou no empate por zero a zero com o México, transformando o goleiro adversário, Uchoa, no personagem do confronto, com quatro defesas espetaculares. Falta ainda a grande apresentação, que pode sair hoje considerando, inclusive, a baixa qualidade do time de Camarões. Os africanos levaram 1 a 0 do México e 3 a 0 da Croácia.

O mistério de Luiz Felipe Scolari sobre a escalação do Brasil foi desfeito antes do treino de sábado, quando ele entregou a camisa de titular para Hulk. O atacante não enfrentou o México, porque sentiu um desconforto muscular nos dias anteriores ao jogo. Depois dessa partida com os mexicanos, Hulk declarou que estava em condições de jogar, mas não foi usado por decisão do treinador.

Luiz Felipe distribui coletes nos treinos, sendo observado por Neymar, na véspera de jogo que vale classificação Foto: Jefferson Bernardes/Vipcomm

Luiz Felipe distribui coletes nos treinos, sendo observado por Neymar, na véspera de jogo que vale classificação
Foto: Jefferson Bernardes/Vipcomm

Felipão vai remontar a formação que foi campeã da Copa das Confederações e jogou diante da Croácia. Havia a expectativa de mudança – até em função do que havia sido dito pelo próprio treinador ao final do jogo passado. Há contestações sobre a titularidade de Fred, Paulinho e Daniel Alves. Os três têm nova chance de provarem que merecem continuar no time.

Camarões só tinha Eto’o como força ofensiva. Mas o atacante se machucou no primeiro jogo da Copa do Mundo e talvez só seja usado nos minutos finais do jogo contra o Brasil. Sem seu principal jogador, o time se perdeu completamente, estendendo para dentro de campo os problemas enfrentados fora de dele – inclusive, com ameaça de não viajar para o Brasil por falta de acerto do valor da premiação. Ainda bem para os jogadores que os prêmios pagos são por jogo, e não por resultado.

BRASIL

Júlio César

Daniel Alves

Thiago Silva

David Luiz

Marcelo

Luiz Gustavo

Paulinho

Neymar

Oscar

Hulk

Fred

T. Luiz Felipe Scolari

 

CAMARÕES

Itandje

Mbia

Chedjou

N’Koulou

Assou-Ekotto

Nounkeu

Matip

Enoh

Moukandjo

Choupo-Moting

Aboubakar

T: Volker Finke

Árbitro: Pedro Proença; assistentes: Bertino Miranda e Tiago Trigo – trio português. Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções