Diário da Manhã

sexta, 23 de junho de 2017

Notícias

Vitória escapa em cinco minutos

20 março
08:18 2017

Pelotas vencia Guarany por 2 a 0, cometeu dois pênaltis no final do jogo, sofreu empate e teve três jogadores expulsos

O Pelotas vencia o Guarany por 2 a 0 até os 39 minutos do segundo tempo. Parecia um jogo definido. Um pênalti (toque de mão na área) e a expulsão de Heitor mudou completamente o rumo da partida. O árbitro Tiago Staduto marcou, em seguida, mais um pênalti (duvidoso). Duas lideranças da equipe – Cleiton e Rafael – também foram expulsos. O Lobo encerrou a partida com o meia Gabriel Carioca no gol e lamentando o empate por 2 a 2 dentro da Boca do Lobo.

Os dois gols de pênalti no final da partida tiraram o Pelotas da liderança e da zona de classificação do Grupo A. Está em quinto lugar, com cinco pontos, e tem uma partida a menos do que os concorrentes. Ao final da partida, o técnico Marcelo Rospide considerou o empate como um resultado aceitável em função das expulsões. O time áureo-cerúleo ficou oito jogadores em campo, enquanto o adversário tinha 10. “Pelas circunstâncias até foi bom, pois poderia ter sido pior”, reconheceu.

O presidente Luiz Antônio Aleixo – ao invés de culpar a arbitragem – fez críticas ao destempero dos jogadores ao final da partida. “A gente sempre elogia a vontade todos em vencer, mas é preciso equilibrar isso. Aconteceram uma série de coisas, que não podem acontecer, porque nem sempre a arbitragem será como a gente espera. O que aconteceu hoje (domingo) aqui que sirva de lição”, comentou.

Tiago Staduto deixa o campo sob protesto da torcida do Pelotas: ele marcou dois pênaltis e expulsou três áureo-cerúleos

Tiago Staduto deixa o campo sob protesto da torcida do Pelotas: ele marcou dois pênaltis e expulsou três áureo-cerúleos

O Pelotas volta a jogar na quinta-feira, diante do Santa Cruz, às 20h, nos Plátanos. Terá a equipe desfalcada, porque Cleiton e Rafael (dois titulares) foram expulsos. O reserva Heitor também terá que cumprir suspensão automática na próxima rodada. O clube pode anunciar nesta semana a contratação do lateral-esquerdo Raphinha, que foi colocado à disposição no elenco do Inter neste começo de temporada.

Ao contrário do Pelotas, o Guarany deixou satisfeito a Boca do Lobo, embora continue na lanterna do grupo. O time de Geverton Duarte saiu de uma derrota praticamente certa para obter uma reação improvável. Com dois pontos em quatro jogos, o time de Bagé irá jogar no Estrela D’Alva na próxima rodada, enfrentando o Aimoré.

Nicolas e Brasão garantiram vantagem

Tudo parecia se encaminhar para uma vitória tranquila do Pelotas, neste domingo, na Boca do Lobo. Antes do primeiro minuto, o prata-da-casa Nicolas acertou um chute de fora da área e fez 1 a 0. Tudo indicava que desta vez não haveria sofrimento – característica dos jogos anteriores do Pelotas.

O Guarany equilibrou a disputa da partida no primeiro tempo – inclusive, com mais posse de bola. O Pelotas melhorou no segundo tempo e fez 2 a 0 com Brasão, que acertou um chute rasteiro de fora da área. Douglas Mineiro esteve perto de ampliar a vantagem. Anderson brilhou evitando o gol na sequência de duas finalizações de Mineiro.

Tudo começou a se complicar aos 39 minutos, quando Heitor colocou a mão na bola dentro da área. Pênalti e expulsão, porque o jogador do Pelotas já tinha cartão amarelo. Leo Jaques cobrou e fez 2 a 1. Em seguida, outro pênalti. Cleiton reclamou e foi expulso. Leo Jaques converteu a segunda cobrança. Na sequência, o jogador do Guarany brigou com Rafael. Os dois também receberam cartão vermelho.

 

Pelotas esteve perto da vitória, mas perdeu o equilíbrio no final da partida e cedeu empate ao Guarany Foto: Site ECP

Pelotas esteve perto da vitória, mas perdeu o equilíbrio no final da partida e cedeu empate ao Guarany
Foto: Site ECP

PELOTAS (2)

Rafael; Darlem, Cleiton, Gasparetto e Nicolas; Fábio Rosa (Ceará), Charles (Heitor), Uélison Santana e Vinícius Martins; Douglas Mineiro e Brasão (Gabriel Carioca). Técnico: Marcelo Rospide.

GUARANY (2)

Anderson; Rodrigo Vareta (Brito), Brunello, Xandi e Jean; Cristian, Wellington (Brambilha), Renan Guerra (Leo Jaques), Michelzinho e Juninho Botelho; Edgar Alemão. Técnico: Géverton Duarte.

Local: Estádio da Boca do Lobo, em Pelotas

Árbitro: Tiago Staduto

Assistentes: Isamel Fabiano Mancilha e Daniel Brondoni

Cartões amarelos: Charles, Brasão, Nicolas, Uélisson e Heitor (P); Jean, Wellington e Brito (G)

Expulsões: Heitor, Cleiton e Rafael (P); Leo Jaques (G)

Gols: Nicolas (1min do primeiro tempo); Brasão (12min); Leo Jaques (39 e 44min do segundo tempo).

ACESSO

4ª rodada 1ª fase

Grupo 1

Domingo, 19/3

Pelotas 2×2 Guarany

Aimoré 0×0 Guarani/VA

Inter/SM 3×0 São Gabriel

Avenida 3×0 Santa Cruz

Grupo B

Esportivo 3×0 Tupi

Glória 2×1 Brasil/FA

Lajeadense 1×0 Panambi

São Luiz 0×0 União

5ª rodada

Quarta-feira, 22/3

Guarany x Bagé

São Gabriel x Avenida

Brasil/FAR x Lajeadense

Tupi x Glória

Panambi x São Luiz

União x Esportivo

Quinta-feira, 23/3

Guarani/VA x Inter/SM

Santa Cruz x Pelotas

CLASSIFICAÇÃO – ACESSO

GRUPO A

Equipe

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

1 Inter/SM 7 4 2 1 1 6 5 1
2 São Gabriel 7 4 2 1 1 5 6 -1
3 Aimoré 6 4 1 3 0 8 5 3
4 Avenida 5 4 1 2 1 6 4 2
5 Pelotas 5 3 1 2 0 7 6 1
6 Santa Cruz 4 4 1 1 2 4 7 -3
7 Guarani/VA 2 3 0 2 1 2 3 -1
8 Guarany 2 4 0 2 2 4 6 -2

GRUPO B     

Col.

Equipe

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

1 Glória 8 4 2 2 0 3 1 2
2 União 8 4 2 2 0 3 1 2
3 Lajeadense 7 4 2 1 1 5 1 4
4 Brasil/FAR 6 4 2 0 2 6 6 0
5 São Luiz 6 4 1 3 0 3 2 1
6  Esportivo 4 4 1 1 2 5 4 1
7 Tupi 1 3 0 1 2 2 9 -7
8 Panambi 0 3 0 0 3 0 3 -3

 

Notícias Relacionadas

Comentários ()