Diário da Manhã

quinta, 02 de julho de 2020

Notícias

 Mais recentes

ZONA SUL : Falta de chuva é comparada à pandemia

ZONA SUL : Falta de chuva é comparada à pandemia
04 maio
09:05 2020

Dos 22 municípios integrantes da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), 20, até o momento decretaram situação de emergência em decorrência da falta de chuvas. Os prejuízos acumulados nos últimos cinco meses somam mais de R$ 1bilhão e angustia os prefeitos que já calculam cicatrizes econômicas e sociais ainda mais fortes e duradouras do que a pandemia do Coronavirus. Uma reunião com a participação de deputados e gestores do Estado debateu soluções para contornar a situação durante a tarde da última quinta-feira (30).

Prefeitos já calculam cicatrizes econômicas e sociais ainda mais fortes e duradouras do que a pandemia do Coronavirus

Prefeitos já calculam cicatrizes econômicas e sociais ainda mais fortes e duradouras do que a pandemia do Coronavirus

Ao clamar pelo apoio e acusar a falta de prioridade para o assunto por parte dos governos estadual e federal, o presidente da Azonasul, Luis Henrique Pereira da Silva, prefeito de Arroio Grande, mostrou o relatório de perdas em várias culturas do setor primário e a situação insustentável da falta de água potável para quase 5mil famílias da zona rural. “Nós, prefeitos, estamos bancando o abastecimento através de caminhão pipa para que os cidadãos não morram de sede. Mas o dinheiro está acabando e não temos como sustentar os gastos expressivos com o combustível. Além do mais, este tipo de abastecimento é paliativo e insuficiente para atender a demanda crescente”, disse.

O secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, acenou com a possibilidade de utilização do Fundo de Recursos Hídricos, no total de R$ 4milhões justificando-se que a secretaria vem construindo açudes e que entregou cerca de trezentos kits de irrigação para agricultores familiares. Covatti também destacou o projeto que vem sendo desenvolvido em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para o enfrentamento da estiagem no valor de R$ 30 milhões.
O detalhamento da proposta,  apresentado pela superintendente da Funasa, Karla Rech, tem como foco quatro pontos: perfuração de poços; redes de água; horas máquinas e compras de equipamentos. A intenção é de acelerar a tramitação do projeto para a imediata realocação das verbas diretamente ao governo estadual.
“Vamos desburocratizar os repasses e as prestações de contas serão facilitadas. Os prefeitos poderão utilizar a verba sem processos licitatórios e com adequações simples para a apresentação das despesas”, garantiu Covatti Filho.
Representantes da Defesa Civil também anunciaram que o órgão trabalha com a elaboração de projeto para a instalação de purificadores de água Salta-Z (Solução de Abastecimento por Zeólita) nas comunidades da zona sul. A equipe vem sendo treinada para instruir àquelas famílias que serão beneficiadas com a ferramenta.

PARTICIPAÇÕES – Os deputados federais Afonso Hamm (PP); Daniel Trzeciak (PSDB) e Alceu Moreira (PMDB) acompanharam o encontro e ofereceram sustentação aos pleitos da região. O grupo de deputados estaduais: Zé Nunes (PT); Fernando Marroni (PT); Luiz Henrique Viana (PSDB) e Fábio Branco também apresentou pronunciamentos solidários à situação da região.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções