Diário da Manhã

terça, 15 de junho de 2021

Notícias

TRANSPORTE COLETIVO: Rodoviários definem pauta de reivindicações

01 outubro
18:16 2013

Tudo encaminhado para mais um “capitulo” da histórica “batalha” anual entre trabalhadores e empresários do transporte coletivo de Pelotas. É que os trabalhadores do transporte urbano e interdistrital já decidiram a pauta de reivindicações referentes ao seu reajuste salarial – data-base 1 de novembro –  a ser encaminhada aos patrões.  Em assembleia na segunda-feira, no Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Pelotas(STTRP), os trabalhadores definiram em 12% o percentual de reajuste salarial a ser pedido.

Usuários temem novo reajuste na passagem do transporte coletivo urbano FOTO:  Alisson Assumpção/DM

Usuários temem novo reajuste na passagem do transporte coletivo urbano
FOTO: Alisson Assumpção/DM

Ainda na assembleia, os trabalhadores decidiram outras pedidas, como “plano de saúde; seguro de vida; fim do intervalo na jornada de trabalho de sete horas; vale-alimentação no 13º salário (atualmente os trabalhadores recebem apenas durante 12 meses); manutenção das cláusulas conquistadas anteriormente”. Ainda esta semana, a direção do STTRP deverá entregar aos empresários a pauta de reivindicações dos trabalhadores.

“Esperamos que as negociações a partir de agora ocorram num clima de normalidade, sem prejuízos a nenhum dos lados e, principalmente, aos usuários”, pondera o presidente do STTRP, Eder Blank.

RELEMBRE – Em 2012, depois de um período de cerca de 30 dia sem acordo nas negociações, os trabalhadores optaram pela paralisação dos serviços de transporte coletivo urbano. Mesmo sem os empresários terem reajustado os salários dos trabalhadores, a prefeitura reajustou tarifa do transporte coletivo urbano, que passou de R$ 2,55 para R$ 2,75. A paralisação dos serviços durou cinco dias, entre 12 e 17 de dezembro, quando os trabalhadores resolveram aceitar a oferta dos empresários, 8% de reajuste. E encerraram a paralisação no dia 17 de dezembro. Este ano, no mês de julho, a prefeitura voltou atrás e baixou a passagem urbana para R$ 2,60.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções