Diário da Manhã

quarta, 17 de julho de 2019

Notícias

Brasil perde e iguala pior marca com RZ

15 maio
08:21 2019

Derrota para o Figueirense mantém time na lanterna da B, sem pontos e sem gols marcados

Por: Henrique König

Outra noite desastrosa: o Brasil somou o quarto revés consecutivo na Série B ao perder para o Figueirense no estádio Orlando Scarpelli, por 1 a 0. João Diogo balançou a rede no início do segundo tempo. O técnico Zimmermann igualou sua pior marca com o Xavante, a de quatro derrotas seguidas, que só havia ocorrido em 2006.

Rogério escalou o mesmo time que iniciou na rodada anterior contra o CRB. Rafael Grampola e Diogo Oliveira aguardaram no banco de reservas. O Figueirense teve a primeira chance de longe com Rafael Marques, que arriscou e Carlos Eduardo espalmou a bola endereçada ao ângulo. No primeiro contra-golpe do Brasil, Branquinho trocava de posição com Murilo Rangel, que recebeu e chutou por cima.

Escalação repetida é novamente improdutiva e Xavante se complica na tabela Foto: Jonathan Silva / GE Brasil

Escalação repetida é novamente improdutiva e Xavante se complica na tabela
Foto: Jonathan Silva / GE Brasil

A partida era concentrada no meio de campo, com o Figueirense com a posse, mas nenhuma equipe propunha velocidade ou passes decisivos. Fellipe recebeu lançamento, cortou para o meio e chutou colocado por cima, aos 29’. As respostas xavantes eram ruins. Sousa teve espaço na esquerda, mas faltava o cacoete de cruzar ou passar corretamente a última bola. No último lance da etapa, o Figueirense perdeu a melhor chance ao cabecear para fora com Matheuzinho.

Marcinho ingressou na vaga de Juba. O segundo tempo reservou chance de ouro a Branquinho aos 6’. Ele disparou em condições legais, chutou cruzado, Denis espalmou e, no rebote, tentou uma espécie de bicicleta na caída da bola, mas mandou por cima. A lamentação se estendeu quando João Diogo completou cruzamento da esquerda e venceu a defesa xavante: 1 a 0, aos 8’.

O Brasil fez as trocas esperadas, com as entradas de Diogo Oliveira e Rafael Grampola. Murilo Rangel, novamente mal na armação, e Bruno Paulo, sem efetividade com a camisa 9, saíram. Diogo tentou de longe, mandando perto da trave e Grampola cabeceou uma para defesa de Denis, mas o ataque xavante segue zerado na Série B. O próximo jogo é dia 26, no Bento Freitas, contra o América-MG.

FIGUEIRENSE 1×0 BRASIL

FIGUEIRENSE: Denis; Pereira, Alemão, Ruan Renato e Breno; Zé Antônio, Matheuzinho (Alípio) e Tony; Fellipe, João Diogo (Matheus Lucas) e Rafael Marques (Betinho). Técnico: Hemerson Maria.

BRASIL: Carlos Eduardo; Ednei, Camilo, Bruno Aguiar e Sousa; Leandro Leite, Carlos Jatobá, Murilo Rangel (Diogo Oliveira), Juba (Marcinho), Branquinho e Bruno Paulo (Rafael Grampola). Técnico: Rogério Zimmermann.

  • GOL: João Diogo (8’/2º).
  • ÁRBITRO: Vinicius Furlan (SP), auxiliado por Daniel Luis Marques (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções