Diário da Manhã

domingo, 20 de setembro de 2020

Notícias

Coordenador da base rubro-negra avalia metas

Coordenador da base rubro-negra avalia metas
16 setembro
08:56 2020

Fabio Borba explica situação do atacante Léo Ferraz, cita objetivos conquistados pelo Brasil e expectativa pela volta aos trabalhos

Por: Henrique König

O assunto mais comentado no setembro da base xavante foi a ida experimental do atacante Léo Ferraz para Israel, por onde passa por um período de testes, podendo ser negociado com o clube local, o Maccabi Tel Aviv, atual bicampeão israelita e com disputa de Champions League na Europa. O time está na terceira fase eliminatória, quando encara o Dinamo Brest.

Léo Ferraz é um dos jovens promissores na base do G.E. Brasil. Em 2019, foi artilheiro do Xavante no Campeonato Gaúcho sub-17, torneio em que marcou 13 gols. O time foi vice-campeão estadual, mas conquistou os títulos da Copa Teutônia e da Copa Safergs.

Fabio Borba explica que Léo gerou interesse da equipe de Israel e foi para o Oriente Médio em um período de adaptação. Caso confirme a disposição do Maccabi, a negociação pode avançar para um empréstimo. “É complicado negociar pela distância, com a pandemia não tivemos a oportunidade de acompanhá-lo, mas por enquanto as coisas estão indo bem. O interesse deles foi por vídeo, então ele está sendo avaliado. Tivemos esse contato de fora, um contato que trabalhamos com conversas desde janeiro e estreitamos a relação com a oportunidade ao Léo. O clube lá é muito sério e organizado”, relatou o coordenador, que pede cautela, para não haver precipitações.

A base do Brasil também começa a projetar o seu retorno presencial, em vista que a Copa do Brasil sub-17 deve iniciar em 25 de novembro. A competição é prevista para ocorrer até 31 de janeiro. Fabio Borba destaca a importância de participar de torneios desse porte, como ocorreu com a disputa da Copa São Paulo de Futebol Junior.

“Temos objetivos conquistados. A chegada forte a nível estadual, a conquista de vaga nessas competições nacionais, mas o foco na formação de atletas. São casos como o atacante Fabricio, o Chrigor, o Luiz Henrique, a subida do Jacone, do Marcelo aqui no clube, e o Léo com essa oportunidade de mostrar seu futebol fora do país.”

Questionado sobre a alteração na gestão, com o fim do longo ciclo da presidência de Ricardo Fonseca e futura aclamação e posse de Nilton Pinheiro presidente, Fabio Borba demonstra confiança pela continuidade: “Somos funcionários do Brasil, pensamos na sequência.”

Sobre o trabalho de Hemerson Maria, Fabio lamenta novamente a pandemia, que acaba distanciando o afinco com a comissão técnica dos profissionais, mas ele elogia o comandante do time na Série B: “Hemerson tem uma visão bem legal voltada para base, enxerga o clube como um todo e tem experiência em lançar jogadores. É uma relação muito boa com ele e com o diretor Felipe Gil também. Embora nossa base ainda não tenha voltado presencialmente aos treinos, já temos uma relação rápida e que ocorre naturalmente”, proclamou.

“Mas é isto, estamos pensando na volta das atividades, querendo dar sequência aos trabalhos e reduzir os prejuízos técnicos da longa parada, pensando sempre na formação de atletas”, concluiu Fabio Borba.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções