Diário da Manhã

segunda, 17 de junho de 2019

Notícias

Município atua para combater o trabalho infantil

Município atua para combater o trabalho infantil
20 maio
09:04 2019

Na sexta-feira, a segunda ação integrada, voltada à preservação da infância e à luta contra o trabalho infantil foi realizada em Pelotas; a primeira, neste mesmo formato, foi realizada no dia 12 de abril. As atividades foram articuladas pelo grupo Rede Rua, coordenado pela Secretaria de Assistência Social (SAS).

PRESERVAÇÃO DA INFÂNCIA – Prefeitura, Ministério Público (MP), Conselho Tutelar, Brigada Militar e outras entidades ligadas à garantia de direitos atuaram conjuntamente em três frentes de trabalho – incluindo a abordagem social a crianças e adolescentes em situação de mendicância, e a sensibilização da população para que não dê esmola ou compre artigos vendidos pelos jovens.

Pontos com maior incidência destes casos, como o Mercado Central, o Calçadão da Andrade Neves, o entorno do Pop Center e o Shopping Pelotas, foram escolhidos para concentrar as ações. Paralelo a isso, uma equipe formada pela Promotoria da Infância e da Juventude, conselhos tutelares e representantes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), acolheu as crianças e jovens identificados em situação de rua, no Ministério Público.

No local, os responsáveis foram chamados e um plano foi organizado para reduzir as chances de reincidência destes episódios, abrangendo o acompanhamento de assistentes sociais e de toda a Rede de Proteção.

REFLEXO POSITIVO   - A mobilização das instituições já tem surtido bons resultados, conta a coordenadora do Departamento de Média Complexidade da SAS, Aline Crochemore.

“Muitas crianças e adolescentes que foram abordados na primeira ação, não estão mais nas ruas. Os que estavam fora da escola, foram matriculados, e outros já estão inseridos em atividades de acordo com a necessidade”, enfatiza Aline.  Combate ao trabalho infantil e à mendicância é enfoque do Poder Público

PREFEITURA, Conselho Tutelar, Ministério Público, Brigada e demais entidades atuam em conjunto

PREFEITURA, Conselho Tutelar, Ministério Público, Brigada e demais entidades atuam em conjunto

IMPORTÂNCIA DE CONSCIENTIZAR - A coordenadora reforça a importância de não dar dinheiro ou adquirir mercadorias vendidas pelos jovens, a fim de não estimulá-los a permanecerem nas vias públicas. Nesta sexta, um dos grupos de trabalho priorizou a entrega de material informativo e a conversa com a população. O grupo frisou que, quem deseja ajudar, pode doar diretamente ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fundica).

O valor será aplicado em projetos e programas voltados à proteção e ao desenvolvimento de crianças e adolescentes. “É importante que as pessoas conheçam essa mobilização e saibam que existem serviços atuando pela garantia dos direitos”, pontuou Aline, destacando que a comunidade pode denunciar casos de exploração infantil ao Conselho Tutelar e à Secretaria.

Representantes da Secretaria de Saúde, Ministério Público do Trabalho, ONG Gesto, Centro Pop e Programa de Erradicação do Trabalho Infantil também estão envolvidos na atividade.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções