Diário da Manhã

quinta, 17 de outubro de 2019

Notícias

PELOTAS : Estreia de Picoli com empate fora

07 outubro
08:29 2019

Duelo em Cachoeirinha foi muito disputado e com pênalti polêmico para o Cruzeiro

Por: Henrique König

O Pelotas, na estreia do técnico Antônio Picoli, enfrentou um jogo de muito combate em um gramado alto e pesado em Cachoeirinha, contra o Cruzeiro. Classificados, o placar de 1×1 deixa os times empatados com 14 pontos, liberando o Bagé para confirmar a liderança do Grupo A. O Lobo encerra a primeira fase em casa contra o União Harmonia.

Time do Lobo demonstrou união e pegada e poderia ter saído vencedor

Time do Lobo demonstrou união e pegada e poderia ter saído vencedor

Em Cachoeirinha, aos 20’, gol anulado do Cruzeiro. Escanteio da direita, Léo Korte subiu mais do que todos, cabeceou e Yan completou, impedido, para o fundo das redes. Aos 22’, Jô foi esperto, roubou uma bola na última linha defensiva do Cruzeiro, correu, saiu na cara do gol, mas com pouco ângulo, rolou para trás e Giovane Gomez chutou pressionado com o zagueiro, mandando para fora. O caminho do Pelotas era pelas pontas. Antes desse lance pela direita, era mais pela esquerda.

Aos 28’, o Pelotas já era dono da partida e chegou ao seu gol. Cruzamento da direita de Wallacer, Giovane Gomez testou, o goleiro fez milagre, mas Juliano Alexandre, oportunista, cutucou para rede: 1×0. Aos 35’, o Cruzeiro finalmente finalizou e Dida pegou tranquilo. Subida do Cruzeiro aos 42’ resultou em cruzamento, cabeçada de Léo e boa defesa de Renan Dida.

Apesar das últimas subidas cruzeirenses, o Lobo foi melhor no primeiro tempo, mostrou compactação na defesa e não permitiu boas chegadas adversárias. Ao fim da etapa, o time inteiro se reuniu no círculo central para cumprimentar-se e iniciar as conversas do intervalo.

Na arrancada da segunda metade, aos 5’, Juliano tentou concluir cobrança de falta de carrinho, mas não alcançou ao lado da trave. O Cruzeiro tentava se impor no volume de jogo e em lance confuso ganhou um pênalti aos 15’. Em lance confuso, a arbitragem viu toque no braço e marcou a penalidade. Após muita reclamação, Eduardo cobrou e igualou: 1×1.

Na reação, aos 19’, Wallacer cobrou falta, o goleiro bateu roupa e ninguém concluiu para o Pelotas voltar à frente. Era tentativa de pressão e Negretti perdeu chance em escanteio; bola desviada na defesa e pela linha de fundo. Na resposta cruzeirense, Dida espalmou dois chutes venenosos de longe, em função do gramado escorregadio. Quando o jogo era aberto, com os dois times tentando, mas pouco inspirados, o Pelotas trabalhou a bola a 43’, a chance se ofereceu a Jô, que cutucou e o goleiro Wellerson salvou em amplo reflexo. Mesmo com as trocas, houve tempo para mais nada e placar final de 1×1.

FICHA TÉCNICA: CRUZEIRO 1×1 PELOTAS

CRUZEIRO: Wellerson; Fabricio (William), Benhur Mafini, Leo Korte e Feliphe Gabriel; Ben-Hur Jardim, Julio Cesar, Eduardo (João Pedro), Janderson e Léo (Vaguinho). Técnico. Fernando Agostini.

PELOTAS: Renan Dida; Jean Malheiros, Negretti, Thiago Costa e Juliano Tatto (Busanello); Vacaria, Mateus Santana, Wallacer, Juliano (Garraty), Jô e Giovane Gomez (Tatá). Técnico: Felipe Endres.

  • ÁRBITRO: Peterson Regert, auxiliado por Cleber Flores e Artur Preissler.
  • GOLS: Juliano (35’) | Eduardo (18’/2º).
  • Partida válida pela 9ª rodada do Grupo A da Copa Verardi, disputada na Arena Cruzeiro em Cachoeirinha.

Imagem 47

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções