Diário da Manhã

sexta, 18 de janeiro de 2019

Notícias

Porto do Rio Grande tem crescimento de mais de 6% na movimentação

Porto do Rio Grande tem crescimento de mais de 6% na movimentação
17 dezembro
09:24 2018

A Superintendência do Porto do Rio Grande, através do Setor de Estatística, concluiu o levantamento da movimentação de cargas entre janeiro e novembro de 2018. O complexo portuário obteve 6,3% de crescimento quando comparado ao mesmo período do ano passado e deve obter novo recorde histórico de movimentação ao final do ano. Até o momento, já foram movimentados mais de 39,9 milhões de toneladas de todos os tipos de cargas.

“A Superintendência sempre trabalhou em parceria com os terminais privados para buscar o máximo de agilidade ao complexo portuário. O ano de 2018 foi bastante crítico em função da greve dos caminhoneiros, mas conseguimos dar a resposta que o segmento produtivo precisava”, avalia o diretor superintendente Janir Branco. Até o dia 30 de novembro, foram movimentadas 39.912.510 toneladas, sendo que a carga geral foi a que teve maior aumento. Foram 12,7% de ampliação quando comparado ao mesmo período de 2017. No segmento de carga geral estão produtos como a celulose e cargas em container.

O movimento de embarcações no Porto do Rio Grande subiu 3,8%. O arroz, movimentado nos segmentos de granel sólido e carga geral, teve crescimento de 46,2%, ultrapassando dois milhões de toneladas. Com relação à soja, o complexo (óleo, farelo e grão) segue sendo o principal produto e representa 40% de tudo que é movimentado no porto. São 15,6 milhões de toneladas movimentadas, tendo a China como principal destino. Apenas o grão, até novembro, soma 13 milhões de toneladas.

“O Porto é um reflexo da produção gaúcha. Vemos a produção agrícola em ritmo forte, há uma boa expectativa de safra para o próximo ano, mas também produtos como a celulose ganham cada vez mais espaço e importância auxiliando nessa crescente de movimentação”, afirma Branco. A celulose soma 75% de aumento, totalizando 1,5 milhões de toneladas exportadas. Os veículos também são destaque neste ano de 2018 e o movimento teve crescimento de 39,4, ultrapassando 55 mil rodantes. “Por fim, cabe destacar que o Porto crescente é sinal de geração de emprego e renda para o município e para o Estado”, conclui Branco.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções