Diário da Manhã

segunda, 21 de outubro de 2019

Notícias

UNDERGROUND : Banda grega “Day Oof” tocará no Diabluras

11 junho
08:28 2019

Quarta às 21h no Diabluras – Félix 954 -, show internacional com Day Oof

Por Carlos Cogoy

Mais uma programação internacional, com o som europeu chegando à cidade. A exemplo da banda austríaca NUFO que, em dezembro, apresentou show em Pelotas, o Coletivo Apóie o Movimento Underground (AMU), está divulgando mais uma banda do exterior. Nesta quarta às 21h, presença da banda grega “Day Oof”. A abertura será com som local, e estarão tocando Marinas Found – recentemente lançou o disco Ansiolítico -, e a Swampers, que está chegando na cena. De acordo com Douglas “Tio” Jardim do Coletivo AMU, a banda grega pela primeira estará tocando fora do continente europeu. Na turnê brasileira, após Pelotas, haverá shows em Porto Alegre (13/6), Criciúma (14), Curitiba (15), e São Paulo (16). Em Pelotas, o show será o Diabluras, à rua Félix da Cunha 954. Ingresso a R$15,00.

Com a batida do skate/punk, a banda realiza a primeira turnê no Brasil

Com a batida do skate/punk, a banda realiza a primeira turnê no Brasil

DAY OOF – Douglas menciona sobre a banda visitante: “Formada em 2008 na Grécia, Day Oof é uma banda de skate/punk clássica, com influências de bandas dos anos noventa, como NOFX, Lagwagon, Strung Out, AFI Bad religion entre outras. A Day Oof apresenta sons num estilo também conhecido como ‘fast core’. Os ‘riffs’ agressivos, bem trabalhados e rápidos, são evidentes em suas músicas lançadas nos dois álbuns ‘Something To Clean Up Butt With’ de 2008, e ‘The Vlack’ de 2016. O tempo entre um álbum e outro, é explicado pelo vocalista e baixista Mike. Os integrantes tiveram de prestar obrigações militares no país, algo que não lhes agrada, mas foi necessário. Daí, ocorreram algumas alterações na formação do grupo, bem como na trajetória musical”.

CONEXÃO Brasil foi viável, diz Douglas, em função da parceria com Dalin Focazzio, que integra a banda “69 Enfermos”. O contato começou numa rede social, e a Day Oof expressou que havia interesse em tocar no Brasil. Com isso, iniciaram-se contatos para viabilizar uma turnê do grupo. E Pelotas, através do Coletivo AMU, que tem promovido shows de bandas como o “69 Enfermos”, integrou-se ao projeto. Com isso, a cidade abre a série de apresentações no País.

COLETIVO – Douglas salienta que as ações somente são possíveis, quando há a participação e colaboração. “Queremos que Pelotas se mantenha no roteiro de bandas do underground. Apesar da dificuldade financeira e falta de apoio, o AMU pretende manter viva a cena do underground de Pelotas e região”, diz.

MARINAS Found é banda local que surgiu há quatro anos. No som, hardcore melódico. Na formação: Pedro Soler (voz, guitarra); Eduardo Walerko (voz, guitarra); Pietro Strickler (baixo); Arthur Feltraco (bateria). Em maio, a banda lançou o disco “Ansiolítico”, com doze músicas, e divulgado nas plataformas digitais. Na criação coletiva, músicas como “Enominada”, “Planícies”, “XuraX”, “Nunca serão” e “Mim”.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções