Diário da Manhã

segunda, 10 de agosto de 2020

Notícias

VIOLÊNCIA : Assaltante troca tiros com a BM

VIOLÊNCIA : Assaltante troca tiros com a BM
14 janeiro
10:18 2015

Uma perseguição culminou em troca de tiros entre a Brigada Militar e um assaltante, que acabou sendo enquadrado nos crimes de porte ilegal de arma e tentativa de homicídio. O fato teve início na Avenida São Francisco de Paula, mas culminou na Avenida Domingos de Almeida, no Bairro Areal.

O acusado, de 27 anos, se deslocava em uma motoneta BIZ, quando perdeu o controle de direção do veículo e caiu ao tentar escapar da abordagem policial. Ele tentou fugir a pé, mas foi perseguido e preso, antes, porém, sacou de um revólver e efetuou dois disparos contra a guarnição. Além de estar de posse de um revólver calibre 38, o acusado tinha ainda farta quantidade de munição em seus bolsos.

RESIDÊNCIA – Uma residência foi invadida por dois assaltantes armados, no momento em que o proprietário chegava ao portão de casa, na madrugada. Os acusados obrigaram a vítima a deixá-los ingressar no imóvel, tendo se apoderado de documentos, dinheiro, um notebook e eletrônicos.

ÔNIBUS- Um ônibus da Empresa Conquistadora que fazia a linha da Py Crespo foi assaltado na segunda-feira. Um homem ingressou no coletivo e anunciou o roubo. Antes de se dirigir ao cobrador e se apoderar de vales-transporte e de R$ 40,00 ele ameaçou o motorista, apontando-lhe a arma e dizendo que atiraria se este tentasse manobrar o veículo. A ousadia do assaltante foi tanta que antes de fugir ele mandou o cobrador avisar aos colegas que assaltaria mais dois ônibus. No domingo o mesmo tipo de delito teve lugar num dos carros da mesma empresa que faz a linha do Pestano.

PLANTÃO DE POLÍCIA

◘ Concursados/apoio

Eles ainda não foram nomeados, mas o desejo de se tornarem policiais militares, bombeiros e policiais civis é tanto, que muitos deles já adotaram o corte militar nos cabelos. É uma maneira de estarem mais próximos da profissão que escolheram e pela qual sacrificaram tudo no último ano: o contato com a família, os empregos, os recursos, à espera de uma nomeação que ficou seis meses mais distante do que poderiam imaginar.

Somente em Pelotas são mais de 100 jovens, entre homens e mulheres, aprovados para as três funções. Em todo o Estado, mais de três mil. Mas nas suas primeiras medidas de contenção de despesas desde que assumiu, o governador José Ivo Sartori decidiu não nomear os concursados, nem mesmo na área de segurança pública, uma das mais frágeis do Estado.

Na audiência pública realizada na Câmara Municipal de Pelotas, os concursados lotaram o plenário e tiveram o apoio de vereadores de Rio Grande, Jaguarão, São Lourenço e Cerrito. Ao final, ficou decidido que, na próxima semana, parlamentares da Zona Sul, acompanhados de um grupo de aprovados no concurso se reunirão com o secretário estadual de Segurança Pública, Wantuir Jacini.

Hoje o vereador Beto Z3 (PT), leva aos deputados estaduais, na Assembleia Legislativa, a moção de apoio do vereador Tenente Bruno (PT), aprovada por unanimidade pela Câmara, para a nomeação imediata dos candidatos aprovados no concurso da Brigada Militar, Bombeiro Militar e Polícia Civil, que será enviada ao governador José Sartori.

Também ficou decidido que será realizada audiência pública em Porto Alegre, com vereadores das câmaras do interior do Estado, seguida de caminhada até o Palácio Piratini, para sensibilizar o governador a rever a decisão e nomear os aprovados.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções