Diário da Manhã

quarta, 24 de abril de 2024

Notícias

Em agendas no RS, Lula anuncia R$ 29,5 bilhões em investimentos do Novo PAC no estado

Em agendas no RS, Lula anuncia R$ 29,5 bilhões em investimentos do Novo PAC no estado
15 março
20:31 2024

No escopo do Novo PAC está um conjunto de obras prioritárias, entre elas a conclusão da duplicação da BR-116/RS (Porto Alegre – Pelotas) e projeto para a construção de ponte entre São José do Norte e Rio Grande (BR-101/392)

Os investimentos do governo federal para acelerar o crescimento socioeconômico no país chegam também ao Rio Grande do Sul. Planejamentos, projetos e obras do Novo PAC, entre outras ações, foram apresentadas em Porto Alegre e Lajeado, no Vale do Taquari, nesta sexta-feira (15), pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. O investimento do Novo PAC previsto para este ano no estado é de R$ 29,5 bilhões.

“O que estamos fazendo aqui no Rio Grande do Sul é uma prestação de contas para a população sobre as ações do governo federal. Tem um tipo de político que só entrega no último ano de mandato. Tem político que não faz nada e vive de encrencas e mentiras. E tem governo que mostra o que está fazendo para melhorar a vida das pessoas. Já estamos semeando e trabalhando desde o primeiro dia”, disse o presidente.

Lula esteve acompanhado pelo vice-presidente e ministro Geraldo Alckmin (Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços) e dos ministros Rui Costa (Casa Civil), Paulo Pimenta (Secom), Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional), Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar), Carlos Fávaro (Agricultura e Pecuária), Jader Filho (Cidades), Camilo Santana (Educação) e Nísia Trindade (Saúde), além do ministro dos Transportes substituto, Adrualdo Catão. O presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto, também integrou a comitiva.

“Foi um dia para ficar marcado na nossa história. O povo gaúcho recebeu o presidente Lula com muito carinho e entusiasmo. Nosso governo vai terminar obras que haviam sido esquecidas e vai começar outras que são extremamente importantes para o Rio Grande do Sul, num volume que a gente não via há muitos anos com tanta expressão”, destacou Pretto.

No escopo do Novo PAC está um conjunto de obras prioritárias: a duplicação da BR-116/RS (Porto Alegre – Pelotas), a construção da segunda ponte sobre o rio Guaíba (BR-116/290), a duplicação da BR-290, a conclusão das barragens Arroio Jaguari, Arroio Taquarembó e Arvorezinha. As construções do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Maria, do Centro de Apoio Diagnóstico e do Centro de Atendimento ao Paciente Crítico e Cirúrgico, ambos do Grupo Hospitalar Conceição, também estão planejadas.

Os investimentos incluem ainda a instalação de 4 mil quilômetros de infovia e a conectividade nas 7.249 escolas do Ensino Básico, além da conclusão de obras abandonadas na capital e no interior do estado.

Para consolidar as obras de transição e segurança energética, serão investidos R$ 45 milhões em planta piloto para produção de hidrocarbonetos a partir de matéria prima 100% renovável, na Refinaria Riograndense; R$ 238 milhões para dois projetos de parceria público-privada para iluminação pública, em Canoas e Caxias do Sul; R$ 179,7 milhões de investimentos para três novas Pequenas Centrais Hidrelétricas, em Ijuí, Quevedos e Ibirapuitã; além de nove linhas de transmissão, totalizando 594 Km e R$ 847 milhões de investimentos.

Outros três programas importantes para o estado são o Luz para Todos, o Água para Todos e o Minha Casa, Minha Vida. Esse último prevê a entrega de 12.581 unidades habitacionais da Faixa 1. O Novo PAC ainda inclui obras do Patrimônio Histórico, como a requalificação urbanística do entorno do Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo, a Restauração da Antiga Enfermaria Militar – Centro de Interpretação do Pampa e a restauração do Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa.

Malha Viária

A infraestrutura de transportes do estado será incrementada com a duplicação da BR-116 (Porto Alegre – Pelotas), a construção da segunda ponte sobre o rio Guaíba e seus acessos (BR-116/290), a adequação da BR-116 (Porto Alegre – Novo Hamburgo), a duplicação da BR-290 e a adequação da BR-285 — todas essas obras já estão em andamento. Serão iniciadas a construção da Ponte Sobre o rio Uruguai em Porto Xavier (BR-392), a construção da ponte sobre o rio Ibicuí (BR-472) e a construção do prolongamento da BR-448.

O Novo PAC também contempla a realização de projetos para a construção de ponte entre São José do Norte e Rio Grande (BR-101/392), a duplicação da BR-285 (Passo Fundo), a restauração da Ponte Uruguaiana (BR-290), a construção das BR-153 e BR-392 e a construção da Ponte Fronteira Brasil-Uruguai (Jaguarão – BR-116).

Aeroporto de Bagé

Ainda serão executadas obras de melhoria nos aeroportos de Bagé, Pelotas e Uruguaiana e a elaboração do projeto básico para ampliação do aeroporto de Santa Maria, além da implantação do Sistema de Monitoramento de Tráfego e a pavimentação interna do Porto de Rio Grande e dos novos arrendamentos do Porto de Porto Alegre.

No Novo PAC Seleções, o RS foi contemplado com 354 obras, que irão melhorar o acesso a serviços de saúde, educação, esporte e cultura, com 135 unidades básicas de saúde e 11 unidades odontológicas móveis, por exemplo. Os benefícios alcançarão mais de 8,6 milhões de gaúchos, 79% da população do estado.

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Anúncios em Lajeado

O governo federal anunciou a contratação de 857 novas moradias do Minha Casa, Minha Vida em 13 municípios gaúchos que foram atingidos pelas cheias no ano passado: Eldorado do Sul, Montenegro, Novo Hamburgo, Pelotas, Rio Grande, Santa Tereza, Venâncio Aires, Arroio do Meio, Colinas, Cruzeiro do Sul, Estrela, Muçum e Roca Sales. Serão repassados, ainda, R$ 128 milhões para a reconstrução de pontes, casas e ruas em sete cidades, cinco delas do Vale do Taquari.

Desde setembro de 2023, o governo federal destinou R$ 232 milhões em resposta às chuvas intensas no RS, sendo R$ 119,3 milhões para o Vale do Taquari (R$ 88,3 milhões aos municípios e R$ 26,9 milhões ao estado). Cerca de R$ 74,5 milhões também foram repassados em resposta à estiagem, que também atingiu regiões do estado em 2023. Como parte das medidas emergenciais, foram enviadas oito aeronaves, 10 botes, 26 caminhões, dois caminhões pipa, duas ambulâncias, retroescavadeiras, tratores e 18 viaturas, além de materiais e equipamentos de engenharia, geradores e barracas.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções