Diário da Manhã

sábado, 10 de abril de 2021

Notícias

LEMBRANÇAS DO CLÁSSICO : “Gostaria de ter tempo antes” analisa Jacques

07 abril
08:48 2021

O clássico Bra-Pel 365 foi a segunda partida de Rafael Jacques à beira do campo com o Pelotas. Ele acompanhou de fora na derrota para o Grêmio e estreou propriamente na derrota para o Esportivo. No estádio Bento Freitas, o Lobo teve uma evolução, segundo o treinador. Ele iniciou a partida com Wendel Lomar na esquerda no lugar de Gabiga. No meio, João Vieira retornou ao time e quem ficou fora foi o primeiro volante Moisés. Na frente, começou o jogo com Marcos Paulo caindo mais pela ponta e Marcão como a referência na área. Sem levar gols, mas sem fazer, o placar de 0x0 deixa o Lobo ainda na lanterna, com 7 pontos.

Treinador que substitui Colbachini sabe que cada treino é importante para tentar sair do Z-2
Foto: Tales Leal/EC Pelotas

“O Pelotas mudou a escalação. Não sabíamos como eles viriam. Entraram com dois centroavantes, o Bruno Paraíba e o Viçosa. Nos causou certa dificuldade, mas ajustamos no intervalo e conseguimos no segundo tempo impor o nosso jogo.”

“Tentamos os três pontos. Mas vínhamos de resultados negativos e sofrendo gols. Então, de importância, foi obter a consistência defensiva. Jogamos seguros, corrigindo a postura, sem sofrer gols. Quando corrigimos os espaços deixados, tivemos até chance de vencer.”

“Tivemos a evolução defensiva, o que havia no primeiro tempo contra o Grêmio, mas não houve contra o Esportivo. Hoje foi o jogo todo. Tivemos chance na bola parada e também uma conclusão no travessão. Então, considero que houve a evolução e não tínhamos tempo para treinar. Por enquanto só fiz um treino sem ser pré ou pós-jogo. Então foi muita conversa, foram muitos vídeos. Agora teremos tempo.”

A Federação Gaúcha ainda não notificou qual a data da penúltima rodada. O Pelotas enfrenta o São José, no Passo d’Areia, em Porto Alegre. O treinador Rafael Jacques trabalhou muito tempo e obteve êxitos pelo Zequinha, como um título de Copa RS e acesso para Série C do Brasileiro. Conhecedor de parte do adversário, é trabalhar com o Lobo para superar o próximo desafio e seguir lutando contra o rebaixamento.

“A motivação tem que ser intrínseca, de cada um. O grupo está determinado para mudar essa situação.”

Comentários ()

Seções