Diário da Manhã

quinta, 28 de outubro de 2021

Notícias

Porque a Rússia foi banida das últimas olimpíadas?

Porque a Rússia foi banida das últimas olimpíadas?
21 setembro
14:09 2021

A Agência Mundial Antidoping apresentou um relatório sobre um suposto esquema de dopagem

Sabemos que a Rússia é uma grande potência em questão de esportes. Sempre que há algum evento esportivo podemos esperar excelência por parte dos competidores russos, e eles sempre conseguem nos satisfazer. Eles dominam nas medalhas de ouro, na quantidade de atletas e torcedores e nas casas de apostas online como a 1xbet. Mas então, se eles são tão bons nas competições esportivas, por que foram banidos dos últimos eventos?

Escândalo de dopagem bioquímica

A verdade é que a Rússia passou em 2015 por um grave caso de dopagem bioquímica, o qual estaria sendo respaldado pelo governo. Mas esta não seria a primeira vez que os russos foram acusados de tal infração.

Antecedentes

Os casos mais célebres são dois, o primeiro ocorreu em Moscou, onde a União Soviética foi a maior ganhadora de medalhas de ouro, mas não se sabe a ciência certa quem realmente ganhou de forma limpa, já que a grande maioria dos atletas estava sob o efeito de substâncias químicas. O segundo caso aconteceu em Los Angeles, 1984, mas os fatos só foram descobertos em 2016, onde foram achados documentos que confirmavam um sistema de dopagem de atletismo em preparação por parte da Rússia.

As descobertas de 2015

No dia 9 de novembro de 2015 a Agência Mundial Antidoping apresentou um relatório sobre um suposto esquema de dopagem na Rússia. O relatório revelou que umas 1.417 amostras de controle foram destruídas em dezembro de 2014. No dia seguinte, o chefe do laboratório antidopagem russo, Grigory Rodchenkov renunciou após ser acusado da destruição massiva de exames antidoping com resultados positivos. Já na data de 13 de novembro de 2015 a Associação Internacional de Federações de Atletismo determinou a suspensão da Rússia por tempo indeterminado, incluindo o próximo evento atlético, as Olimpíadas de Rio 2016.

O sofisticado esquema foi chamado de “Método do Desaparecimento Positivo”. A fraude conseguiu transformar em negativas pelo menos 312 amostras positivas de dopagem em esportes, e tudo foi diretamente controlado pelo Ministério do Esporte da Rússia, com a participação de diversos laboratórios e agências governamentais como a FSB.

Veredito final

Em 9 de dezembro de 2015 a Agência Mundial Antidoping encerrou seu veredito, a Rússia seria banida durante 4 anos de participar de grandes eventos esportivos internacionais, com a grave acusação de adultério de relatórios relacionados a dopagem. O país foi proibido de sediar, estabelecer ou participar de eventos esportivos, assim como as Olimpíadas de Tóquio 2020 e a Copa Mundial de Qatar 2022. Alguns atletas russos puderam participar de tais eventos, mas isso depois de uma declaração jurada de não ter participado de tais escândalos e sem poder representar a Rússia nas competições. Uns 335 atletas russos foram vistos em Tóquio 2020 portando bandeiras neutras com as siglas ROC, que significa Comitê Olímpico Russo.

A Rússia nega ter administrado o programa de doping patrocinado pelo estado, mas de qualquer forma, a punição está prestes a acabar, e com bandeira russa ou sem ela, os atletas continuam apresentando a mesma excelência.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções