Diário da Manhã

domingo, 16 de janeiro de 2022

Notícias

Retorno de Jardel na Boca do Lobo: “Missão a ser cumprida”

12 janeiro
08:32 2022

Por: Henrique König

O meia Jardel é o novo reforço para o EC Pelotas na Divisão de Acesso 2022. O jogador que faz as vezes de volante e meio-campista tem vasta experiência e pode ser um nome fundamental na campanha. Além da condição de ajudar dentro de campo, a exemplo de Itaqui, Jardel pode ser pilar no vestiário, nome com passagem por vários clubes, conhecedor do futebol gaúcho, embora seja sua estreia na busca do acesso. Inclusive, ele obteve destaque com a camisa do Pelotas, na grande campanha do Gauchão 2010, quando o Lobo decidiu o segundo turno da competição diante do Internacional e foi derrotado de virada, por detalhe.

De acordo com Gabriel Ribeiro, as conversas e a negociação vinham desde setembro do ano passado. “Agradeço aos profissionais daqui, o Gabriel, o Ademir, que conheço de longa data. Gabriel sabe do carinho que sinto pelo Pelotas, as pessoas sempre me receberam da melhor maneira e para mim isso é motivo de enorme orgulho de retornar em busca do objetivo junto ao clube. Fico muito feliz de estar aqui e espero contribuir em campo, fazendo o melhor”, declarou o meia.

Amigo do dirigente Gabriel Ribeiro, Jardel vinha negociando seu retorno ao Pelotas; nome de experiência e qualidade técnica, deve ser referência na equipe do técnico Picoli
Foto: Lucas Canez / EC Pelotas

Jardel afirmou estar muito motivado e que pode render bastante nesta Divisão de Acesso. “Chego muito bem, sempre me cuidei durante a carreira e não vejo a hora de poder treinar, fazer o que mais gosto, jogar futebol.”

Diferente de outros atletas apresentados, o meia estará exclusivamente dedicado ao Pelotas, sem empréstimo para outras equipes neste período inicial do ano, com estaduais de elite em disputa. Jardel também afirmou que pode começar a pré-temporada até antes dos demais atletas, que desembarcarão na Boca do Lobo em março.

Aos 35 anos, Jardel Lauermann aposta no bom retrospecto durante a carreira. Começou no Esportivo, passou pelo Brasiliense, Ceará, atuou o 2010 na Boca do Lobo, com 21 jogos e um gol marcado. Teve longa passagem no Juventude entre 2011 e 2015. No Xavante, passou por empréstimo. Novo Hamburgo e os paranaenses Operário e Londrina foram seus últimos clubes.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções