Diário da Manhã

sexta, 21 de junho de 2024

Notícias

Sinduscon/Pelotas busca alternativas construtivas para mitigar efeitos da tragédia no estado

Sinduscon/Pelotas busca alternativas construtivas para mitigar efeitos da tragédia no estado
15 maio
08:23 2024

Objetivo é avaliar a viabilidade de adoção de containers-moradias para abrigar famílias desabrigadas pelas enchentes

Na última segunda-feira, os diretores do Sinduscon/Pelotas realizaram uma visita técnica à empresa PINZ Containers, instalada na zona norte do município, com o objetivo de avaliar a viabilidade de adoção de containers-moradias para abrigar famílias desabrigadas pelas recentes enchentes na região. A iniciativa partiu do presidente do sindicato, Marcos Fontoura, que vê nesse sistema uma solução temporária eficiente para as pessoas que perderam suas casas.

Em contexto semelhante, o município de Arroio do Meio, também atingido pela enchente no Vale do Taquari, fechou uma parceria com empresas e pessoas físicas para aquisição de containers-moradias. O objetivo é abrigar pessoas que perderam suas residências e ainda estão desabrigadas.

A ideia do Sinduscon, segundo Fontoura, é de que os containers poderiam ser utilizados de forma provisória pelas famílias, com a preocupação de dar um lar provisório para as pessoas atingidas. “Nossa visita à Pinz integra o conjunto de ações estratégicas do Sinduscon para entender melhor a logística e os custos envolvidos na implementação desse tipo de moradia temporária”, explicou.

O presidente também destacou a importância de encontrar soluções rápidas e eficazes para as famílias afetadas, assegurando dignidade e conforto mínimo enquanto aguardam a construção de suas novas residências permanentes em locais com menos riscos. Ele lembrou que o Sindicato está comprometido em colaborar com o poder público e outras entidades para acelerar o processo de retomada da vida com normalidade e o ambiente favorável para negócios e prosperidade da comunidade.

CONTATOS – Entidades privadas interessadas em financiar o projeto e buscar mais informações sobre a viabilidade, podem entrar em contato com a sindicato através do e-mail: [email protected] ou enviando mensagem para (53) 98112-5070.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções