Diário da Manhã

sábado, 10 de abril de 2021

Notícias

TEATRO : Avó inspirou ator que conta histórias online

29 março
14:30 2021

Desempregado na pandemia, “Thairone Arteiro” foi contemplado em 8 editais

Por Carlos Cogoy

Professor de teatro em escolas de Pelotas e Canguçu – cidade natal -, com a chegada da pandemia há um ano, ele ficou desempregado. Egresso do curso de Teatro da UFPel, Thairone Dorneles encontrou nas plataformas digitais, uma forma de manter a criatividade e interação com o público. No Youtube, ele divulga suas interpretações no canal “Professor Arteiro”. No início, a ideia era oferecer conteúdos sobre linguagem teatral. Assim, numa sala virtual fictícia, passou a apresentar diferentes personagens, até que surgiu o quadro com a contação de histórias. Inspirado pelas lembranças dos casos contados pelas avós, Thairone criou a personagem “Vó Selma”. Ela é a narradora nos vídeos sobre lendas, como a do João de Barro e da erva-mate. E “Vó Selma” recentemente foi destaque em festival de âmbito nacional. Com “A Lenda da Vitória Régia”, Thairone foi um dos 25 selecionados do “1º Guirii – Festival Amazônico de Contação de História”. O vídeo foi exibido domingo, e pode ser assistido no canal Fada Inad do Youtube, onde está a íntegra do festival. Coordenado pela produtora Fada Inad de Rondônia, o festival recebeu 266 inscrições. Apenas dois grupos gaúchos foram selecionados. Além de Thairone, também a Trupi di Trapu de Porto Alegre, com “Negrinho do Pastoreio”. O “1º Guirii” foi beneficiado pela Lei Federal Aldir Blanc – nº 14.017/2020 -, Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer de Rondônia (Sejucel), pelo edital 1ª Edição Pacaás Novos (Nº 80/2020/SEJUCEL-CODEC).

Vó Selma

VITÓRIA RÉGIA – Na contação de história, Thairone interpreta mas também foi dramaturgo, diretor, cenógrafo e editor. Com onze minutos de duração, o vídeo conta com a atriz convidada Thaiohana Dorneles – irmã de Thairone – e o músico Gustavo Baldi. “A obra mescla a contação de história com o teatro, além de elementos do audiovisual, das artes visuais e música. No elenco, interpreto a personagem Vó Selma, o Pajé e a Lua, ao lado de minha irmã, Thaiohana Dorneles, que personifica a protagonista Naiá. A trilha sonora e direção de áudio estão a cargo do músico e compositor Gustavo Baldi. A música tema da obra é ‘Vitória Régia’ dos compositores Wilson Paim e Salvador Lamberty, que gentilmente permitiram que a canção fosse regravada pelo elenco para ser utilizada na obra. Os figurinos são meus em parceria com Rosana Silva, e a cenografia é assinada por Thaiohana Dorneles e eu”, diz o ator.

VÓ SELMA – Thairone explica sobre a narradora que personifica: “A personagem é inspirada em minha avó, Selma da Silva, figura muito importante em minha vida, a quem devo muito por minhas inspirações e pelas histórias presentes em minha infância. O quadro intitulado ‘Histórias da Vó Selma’, é protagonizado por uma doce senhora gaúcha que adora contar histórias acompanhada do chimarrão, ao lado do fogão à lenha, e tem como objetivo o resgate da cultura literária popular gaúcha e brasileira, realizando adaptações de contos populares, lendas e histórias, presentes no imaginário popular e que são ambientadas, em sua grande maioria no contexto do Rio Grande do Sul. Com os lançamentos de editais de incentivo à cultura, o quadro ganhou destaque no canal”. Atualmente, o ator prepara performance sobre a Páscoa. Além do Youtube, seus projetos são divulgados no Instagram @th.arteiro, e Facebook “Professor Arteiro oficial”.

EDITAIS têm sido a fonte de renda para Thairone. E além do festival de Rondônia, ele também já foi selecionado em quatro municipais, um estadual e mais três em âmbito nacional. “Além dos editais, recebi em dezembro, pela trajetória cultural, o Prêmio de Reconhecimento da Cultura Pelotense. Neste ano, pretendo continuar participando de festivais e editais de incentivo à cultura. Apesar de escassos e aquém do ideal de valorização e apoio à classe artística, têm sido uma alternativa para sobreviver à pandemia”, acrescenta Thairone, que retomou a especialização em artes na UFPel.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções