Diário da Manhã

domingo, 24 de janeiro de 2021

Notícias

TURFE : Tablada vive domingo de quebra de recordes

TURFE : Tablada vive domingo de quebra de recordes
11 janeiro
08:35 2021

Mundial e Em Cima do Laço estabeleceram as novas marcas dos 475 e dos 1600 metros

Em uma manhã na qual os termômetros romperam a barreira dos 340C estabelecendo uma marca impressionante neste início de 2021, outras duas importantes marcas foram registradas no hipódromo da Tablada em Pelotas: a quebra dos recordes das provas de 475 e 1.600 metros. Os autores dos feitos foram Mundial de José David Barbosa e Em Cima do Laço do Stud Kategoria de Léo Vianna Madruga.

Os dois novos recordes foram estabelecidos nas duas últimas corridas do programa a partir das 11h30min, com o sol a pino.  A primeira façanha coube a Mundial que montado pelo carioca voador Henrique de Oliveira não despertava atenção dos apostadores no Prêmio Paulo Beneventana em homenagem ao empresário Paulinho Loterias falecido em 2020 vítima de Covid-19.

“Eu confio bastante no treinador Valdir Quintana e ele me disse que o cavalo estava tinindo então aproveitei que sai por dentro e logo depois da largada botei para direita e ele tirou diferença dos outros e só fui mantendo”, contou H. Oliveira, que com essa vitória marcou seu reaparecimento na Tablada após o acidente sofrido no Cristal (PoA) em outubro quando fraturou a clavícula direita. “Voltei com o pé direito”, diverte-se.

            Ao marcar o tempo de 24 segundos, o castanho Mundial baixou em dois segundos a marca anterior estabelecida por Bacarati em fevereiro de 2020. “Foi uma emoção muito grande. Tive que tomar remédio porque sou cardíaco. Eu imaginava uma carreira difícil, mas ele surpreendeu e a emoção foi enorme porque cheguei a ouvir dizerem que ele não tinha nada para fazer nesta prova”, desabafou o proprietário e patriarca da família Barbosa.

            Instantes depois foi dada a largada para o sexto e último páreo da manhã, uma milha (1600 metros) preparatória para o Grande Prêmio Cidade do Rio Grande marcado para fevereiro. Na pista seis fundistas de primeira linha e o campeão do GP Princesinha 2020, Obscéne franco favorito a vencer a prova. Mas o protagonismo acabou sobre Em Cima do Laço do Stud Kategoria treinado por João Ribeiro que não apenas ganhou a corrida, mas marcou o tempo de 1min41seg e baixou em dois segundos o recorde estabelecido por Peter Wells em agosto do ano passado.

            “No sábado o treinador e o proprietário me pediram para correr em terceiro ou quarto, embutido na carreira e esperar ele mostrar se atropelava ou não, mas ele nem esperou e foi indo, mostrando energia em todo percurso e na entrada da reta final quando trocou de mão foi para a frente e dominou a corrida até a chegada”, conta o jóquei José Antonio Rodrigues

Para o treinador João Ribeiro a apresentação deste domingo coloca Em Cima do Laço como um dos favoritos tanto no GP Cidade do Rio Grande como no GP Princesa do Sul, em abril. “Ele correu muito bem e vai ser grande candidato a vencer esses clássicos porque vem muito forte. Em dois meses em Pelotas melhorou força, peso, resistência e fôlego, está completamente ambientado e é agora o adversário do Obscéne”, sentencia.

OUTROS VENCEDORES – Nas demais corridas do dia destaque para os estreantes Ontogo que com Leonardo Fonseca venceu o primeiro páreo e Lindeiro vencedor do terceiro páreo conduzido por Miguel Barreto. Ontongo pertence ao Haras Nacional e é treinado por Marcos Petrechel, enquanto Lindeiro é do Haras São Jorge Jaguarão e treinado por A. D. Petrechel

No segundo páreo, Hoax venceu com facilidade montado por Jader E. Rosa que agora tem 12 vitórias na temporada e está completamente isolado na liderança do campeonato de jóqueis. Hoax tem treinamento de M. Petrechel e pertence a César Hax.

Já no quarto páreo o vencedor foi Baioneta Corunilha do Haras Corunilha montada por Daniel Staiti. O treinador é João Rodrigues.

 A próxima reunião do Jockey Club de Pelotas está marcada para o dia 24 de janeiro.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções