Diário da Manhã

quinta, 18 de julho de 2019

Notícias

As Artes na UFPel: as Atividades do Centro de Artes e seu Impacto na Região

As Artes na UFPel: as Atividades do Centro de Artes e seu Impacto na Região
14 maio
19:00 2019

Desde os anos 1970, as atividades do atual Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas, são expressivas em quantidade de projetos e em atendimento às demandas da comunidade da Região Sul do Estado

Ursula Rosa da Silva (Diretora do Centro de Artes/UFPEL)

“Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos”, com esta frase de Saint-Exupéry inicio este texto para falar do que fazemos no Centro de Artes da UFPel. Creio que é importante trazer alguns dados, embora sem a intenção da perspectiva utilitarista que querem impor às instituições públicas de ensino, pois precisamos considerar o impacto que as artes têm em relação à função social, de formação humana e cultural da universidade pública. Para além da crise política, estamos vivendo uma crise de valores de humanidade. Valores que estamos perdendo na corrida por interesses de mercado, porque a doença não é econômica, a doença é de falta de capacidade de criar perspectivas humanitárias de convívio social. Atacando e desvalorizando a educação, cada vez mais nos distanciaremos de uma sociedade de conhecimento, equilibrada, independente e autônoma.

Prédio do Conservatório de Música da UFPEL

Prédio do Conservatório de Música da UFPEL

Desde os anos 1970, as atividades do, então, Instituto de Letras e Artes, atual Centro de Artes (C.A.), são expressivas em quantidade de projetos e em atendimento às demandas da comunidade da Região Sul do Estado. Tanto o Conservatório de Música quanto a Escola de Belas Artes, que deram origem a nossa unidade acadêmica, sempre tiveram grandes atividades de ensino de Música, Artes Visuais, e, principalmente após o Programa REUNI (Reestruturação e Expansão das Universidades Federais), criamos cursos nas áreas de Design, Cinema, Dança e Teatro, chegando a dezessete cursos de Graduação, uma Especialização em Artes e um Mestrado em Artes Visuais. Atendemos cerca de 1400 estudantes.

Poderia aqui falar apenas das inúmeras atividades de dois órgãos do Centro de Artes: o MALG (Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo), que ampliou seu atendimento do setor educativo a escolas e ao turismo, além de ser o maior Museu de Arte da Região Sul, com mais de 3 mil obras em seu acervo, dentre as quais um importante acervo de gravuras japonesas do país; bem como o Conservatório de Música que proporciona Concertos gratuitos mensalmente, como no Projeto Intérpretes em Foco, além de oferecer cursos de formação musical à comunidade, há 100 anos, tendo passado por ali músicos famosos.

Projeto de Extensão Musicalização infantil

Projeto de Extensão Musicalização infantil

Os projetos do Centro de Artes (C.A.) não apenas atendem escolas de Pelotas e Região, pois a cada ano realizamos ações de ensino, pesquisa e extensão que têm contribuído também na qualificação de serviços sociais como educação pública e privada, saúde individual e coletiva, em hospitais, CAPs, asilos, creches. Promovemos a cultura através de exposições artísticas, espetáculos e diversas mostras pelo país e pelo mundo, dando visibilidade às produções da universidade pública, qualificando profissionais para atuarem em setores culturais, educativos e de saúde. Nos últimos 15 anos, o C.A. realizou (e vem realizando) mais de 400 projetos de pesquisas e, anualmente, desenvolve cerca de 180 projetos de extensão.

O Projeto Arte na Escola, ligado à rede nacional Arte na Escola atende à rede de ensino de toda a Região Sul, desde 1992, com empréstimo de material para professores, cursos de formação continuada, oficinas e mostras de arte. Esta atuação se consolida com o Programa Pibid (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à docência), que incentiva a formação de professores para a educação básica, e com o PET Artes Visuais (Programa de Educação Tutorial, que prepara os estudantes em ações de ensino, pesquisa e extensão) único na área no Brasil, desde 1994.         Temos o Photographein vai à Escola, com atividades de fotografia contemporânea desenvolvidas na educação básica em escolas municipais de Pelotas e Rio Grande, e o Projeto Arteiros do Cotidiano, que trata de diferentes linguagens artísticas nos espaços escolares também do Município.

Projeto de Pesquisa Lugares-livro em ação de criação e edição de livros na Bibliotheca Pública Pelotense

Projeto de Pesquisa Lugares-livro em ação de criação e edição de livros na Bibliotheca Pública Pelotense

                Atendemos crianças com dificuldades auditivas, visuais, autismo ou com alguma síndrome, no projeto de Musicalização Infantil, que traz o ensino de Música para crianças de 2 a 4 anos de idade, por meio da sensibilização musical com canto, movimento, improvisação, execução musical, jogos e brincadeiras. O Projeto de Ensino de Piano ensina mais de 200 estudantes na iniciação musical. Temos ainda o Projeto Ópera na escola, que leva vivência musical, em especial a música erudita, para estudantes da rede pública de ensino; bem como os Projetos do Núcleo de Música Popular, como o Clube do Choro, a Orquestra de Sopro, o Grupo Iluminura (grupo de música antiga), o Afinasul (com aulas semanais de instrumentos musicais diversos, oferecidas à comunidade, atendendo a uma média de 100 alunos por semestre), e também o PEPEU Programa de extensão em Percussão, todos estes tendo como princípio criar um elo entre os cursos de música e a cultura local de Pelotas. O Projeto Corda Sul Ensino Coletivo de Cordas UFPEL, que oferece aulas gratuitas de violino, viola, violoncelo e contrabaixo para pessoas da comunidade em geral, desde o nível de iniciação. Estamos iniciando um convenio com a Expresso Embaixador e Sest Senac para montar uma Orquestra Força-Jovem, que vai atingir 60 jovens de Pelotas, com o ensino de instrumentos.

Apresentação de dança do Grupo Abambaé no Centro de Artes

Apresentação de dança do Grupo Abambaé no Centro de Artes

Com o Núcleo de Dança na Maturidade, o Laboratório de Estudos Coreográficos e o Projeto Dança no Bairro, proporcionamos ações artísticas e estratégias pedagógicas plurais e inclusivas em dança para a comunidade, em diversos bairros da cidade de Pelotas e Região. Assim como as Leituras do Drama Contemporâneo, projeto do Curso de Teatro da UFPel que realiza leituras com estudantes do Ensino Médio, em ações de formação de leitores e ouvintes da literatura dramática contemporânea ou o Projeto Brincando de Faz de conta, que atende crianças do Instituto Nossa Senhora da Conceição. Temos ainda a Discoteca L. C. Vinholes – cujo nome homenageia o compositor pelotense Luiz Carlos Lessa Vinholes – abriga mais de 20 mil fonogramas dentre discos LP de vinil, discos de 78rpm, fitas magnéticas de rolo e K7, constituindo-se num dos mais importantes acervos fonográficos do sul do Brasil.

Promovemos inserção no mercado de trabalho formando professores, artistas, designers. Temos a atuação da Designeria, uma Empresa Júnior dos cursos de design da UFPEL, projeto pedagógico que proporciona experiência de gestão e de empreendedorismo aos estudantes. Atendemos com o projeto Pró-Bicho Pelotas aos animais resgatados, em parceria com ONGs e o Canil Municipal de Pelotas, realizando campanhas de adoção por meio de imagens fotográficas gratuitas para divulgação na web, tendo acesso a mais de 15 mil seguidores.

Atuamos, junto com a Pró-Reitoria de Extensão da UFPel, na realização do anual do Festival Internacional SESC de Música (parceria SESC/UFPel/Prefeitura de Pelotas); na Orquestra da UFPel (que funciona como um elemento agregador no curso de música e na comunidade, proporcionando aos estudantes um espaço de sociabilização musical e de laboratório orquestral), no Coral da UFPel (que existe há 40 anos), no Núcleo de Teatro e na Sala de cinema Cine Ufpel, umas das poucas salas universitárias do país, que exibe filmes fora do circuito comercial, filmes nacionais e latino-americanos.

Alguns de nossos principais eventos: o Festival de Vídeo Estudantil, que já ocorre em seis cidades do RS (Pelotas; Rio Grande; Capão do Leão; São Lourenço do Sul, São Leopoldo e São José do Norte), mobilizando em média mais de 1500 pessoas. O mesmo projeto organiza o Congresso Brasileiro de Produção de Vídeo Estudantil. Somos realizadores do SECONEP – Seminário da Consciência Negra de Pelotas; e ainda o Seminário de Pesquisas do Mestrado em Artes Visuais.

MALG possui mais de 3 mil obras em seu acervo

MALG possui mais de 3 mil obras em seu acervo

Temos alguns eventos internacionais, como o FIFAP – Festival Internacional de Folclore e Artes populares de Pelotas, que traz a dança de mais de 10 países latino-americanos em uma semana de apresentações em diversos bairros da cidade. O Seminário Internacional sobre Ensino da Arte, que sempre faz parcerias com outras universidades do país, além do intercâmbio com Uruguai, Argentina, Colômbia, Portugal e Espanha. Outros como SULDESIGN: Encontro Sul-Americano de Design e Simpósio Internacional Música e Crítica também vão se consolidando nas áreas que representam.

Ensaio do grupo Corda Sul de violino, violoncelo, baixo para crianças

Ensaio do grupo Corda Sul de violino, violoncelo, baixo para crianças

Realizamos o Festival “Mistura Mundo Sul Generis: Brazil, Inglaterra e Zimbábue”, em parceria com a Bath Spa University/Reino Unido, SECULT (Edital Eventos), Bibliotheca Pública Pelotense e Theatro São Pedro (Porto Alegre). Evento foi transmitido como especial natalino pela TVAL-RS, https://www.youtube.com/watch?v=iwfqM-ZUahA e gerou o especial “Kusanganisa Live in Brazil”, em fase de publicação no Reino Unido. Este ano receberemos, em agosto, O XXIX Congresso da ANPPOM, Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música, trazendo cerca de 600 participantes de todo o país, e, assim como os demais eventos, movimentando rede hoteleira, serviços de alimentação, dentre outros. E, por fim, algumas de nossas publicações podem ser visitadas na Revista Paralelo 31, do Mestrado em Artes Visuais, e na ORSON Revista acadêmica dos cursos de cinema da UFPel, bem como no link http://ca.ufpel.edu.br/documentos_temp/catalogo_extensao_ca_2015_2016.pdf em que apresentamos nossos principais projetos a cada ano.

Apresentação da Orquestra da UFPel em Chapecó/SC

Apresentação da Orquestra da UFPel em Chapecó/SC

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções