Diário da Manhã

quarta, 08 de julho de 2020

Notícias

Banda na Praia contagia moradores do Asilo de Pelotas

Banda na Praia contagia moradores do Asilo de Pelotas
23 janeiro
09:07 2014

Se você fosse ao Asilo de Pelotas, localizado no parque Dom Antonio Záttera, não se surpreenderia com esta cena, afinal a tarde foi dedicada para aqueles mais experientes que residem no Lar, e quem propiciou estes momentos foi a Brigada Militar, que levou os músicos do projeto “Banda na Praia” ao asilo onde residem pessoas ricas em alegria e experiências de vida.

No meio da tarde, integrantes da Assessoria de Comunicação Social da Operação Golfinho do Litoral Sul e da Banda de Música foram recepcionados pela presidente do abrigo, Beatriz Ferreira, “Nossos idosos ficam muito felizes em recebê-los. Eles cantam, dançam, têm momentos de descontração ouvindo  canções maravilhosas e tão bem executadas”, disse.

Brigada Militar levou alegria ao Asilo de Pelotas Foto: Assessoria de Comunicação da Brigada Militar - CRPo Sul

Brigada Militar levou alegria ao Asilo de Pelotas
Foto: Assessoria de Comunicação da Brigada Militar – CRPo Sul

Logo em seguida o salão foi tomado pelos moradores do Lar e com eles vieram pedidos de músicas, convites para dançar e a proposta de uma homenagem aos policiais músicos através de trova. O artista se chamava Noé e a trova emocionou os músicos que aplaudiram o poeta após seus versos.

Música popular brasileira, samba de raiz, pagode, foram alguns dos ritmos, mas não puderam faltar as marchinhas. Ao lado de pares formados na hora, acompanhadas de policiais militares, a festa parecia não ter hora para parar. A cada música, mais aplausos e comentários da importância de contar com a Brigada Militar zelando pela segurança de todos, mas também levando alegria.

O sargento Pedroso, um dos músicos, falou da importância da ação, e salientou que todos os profissionais estão unidos em realizar bem este trabalho que tem o objetivo de maior integração com a comunidade. “Nós estamos na Operação Golfinho e se eles não podem ir para a lagoa ou o mar, nós trazemos um pouco do Litoral para este lar”, comentou.

Comentários ()

Seções