Diário da Manhã

quinta, 21 de junho de 2018

Notícias

ELEIÇÕES : Beto Albuquerque busca indicação do PSB para concorrer ao Senado em outubro

ELEIÇÕES : Beto Albuquerque busca indicação do PSB para concorrer ao Senado em outubro
08 junho
08:55 2018

Em período pré-eleitoral as articulações de bastidores ganham espaços na vida político-partidária das agremiações que se preparam para o pleito, em todos os níveis da disputa.

No caso da eleição do mês de outubro deste ano estarão em disputa cargos nas assembleias estaduais, Câmara e Senado Federal, governadores e presidente da Republica.  As campanhas na busca por votos do eleitorado externo são antecedidas pela campanha pelo voto de quem escolhe quem serão os candidatos, as chamadas convenções partidárias.

É nesse contexto que o Partido Socialista Brasileiro (PSB) vive os primeiros dias do mês junho. Isso porque no dia 14 de julho a agremiação socialista define o seu rumo na eleição de outubro. No Rio Grande do Sul o partido deverá manter o apoio à reeleição do governador Sartori. A sigla é da base do governo e vai para eleição com a proposta de ajudar na reeleição do atual governador, além de aumentar sua representação na Assembleia Legislativa e Câmara Federal. Mais: tentará emplacar uma das duas vagas gaúchas no Senado.

“Eu sou candidato ao Senado desde 2014, apenas abandonei a disputa em função das circunstâncias (morte de Eduardo Campos) que acabaram me colocando como candidato a vice-presidente da República”, diz o ex-deputado federal Beto Albuquerque, pré-candidato a senador. Na eleição de 2014 ele substituiu Campo e virou candidato a vice-presidente de Marina Silva.

Na convenção do dia 14 de julho ele terá um enfrentamento interno com o ex-prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, que também se dispõe a concorrer a uma das vagas ao Senado, pelo PSB.

JORNALISTA Hélio Freitag, diretor do DIÁRIO DA MANHÃ com seu conterrâneo Beto Albuquerque FOTO: HFJ/DM

JORNALISTA Hélio Freitag, diretor do DIÁRIO DA MANHÃ com seu conterrâneo Beto Albuquerque
FOTO: HFJ/DM

A disputa com Fortunati pelo direito a concorrer é o primeiro passo na caminhada de Beto Albuquerque na eleição deste ano. “Eu tenho uma história de mais de 30 anos no PSB e não tenho dúvida que serei o candidato do partido ao Senado, com o compromisso de ajudar o meu Estado”, salienta o político, que nesta quinta-feira visitou Pelotas para participar de evento sobre o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), na UCPel. O pré-candidato se fez acompanhar pela vereadora Daiane Dias, assessores e correligionários socialistas.

Beto Albuquerque é autor do projeto que se transformou na Lei 13.614/2018, recentemente publicada, a qual cria o Pnatrans, que visa à redução das mortes por acidentes de trânsito.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções