Diário da Manhã

quarta, 20 de novembro de 2019

Notícias

IFSUL : Mostrarob tem recorde de inscritos

12 setembro
08:41 2019

Com 207 projetos inscritos, a Mostra Nacional de Educação, Ciência e Tecnologia (Mostrarob) abriu ontem, suas portas a visitantes e competidores para o início da 8ª edição. Este ano, o evento, considerado um dos mais badalados do IFSul câmpus Pelotas na área de tecnologia, segue até sexta-feira, com uma série de atividades voltadas a projetos e pesquisas em diversas áreas do conhecimento e também a competições de robótica.

PROJETOS integram  sete categorias

PROJETOS integram sete categorias

De acordo com a comissão organizadora, o número de inscritos nesta edição é quase 5% maior do que o registrado em 2018 – 198 projetos.  A categoria com mais inscritos é a Exposição Técnico-científica, Grupo 2, destinada a alunos do ensino médio e/ou técnico, com 60 projetos. No entanto, a grande surpresa foi a participação do Grupo1, para estudantes do ensino fundamental (6º ao 9º ano), que contabilizou 50 projetos inscritos.

“As escolas de ensino médio e/ou técnico já têm uma cultura mais voltada para o incentivo à pesquisa, por isso, é natural que esse grupo lidere o ranking de inscritos da Mostrarob. A boa notícia é que tivemos este ano uma excelente participação de estudantes do ensino fundamental. Acreditamos que esse grande número de inscritos esteja relacionado à preocupação das escolas, já neste nível de ensino, em estimular seus alunos a pesquisar e desenvolver projetos”, aponta Luiz Otávio Victória, um dos integrantes da comissão organizadora da Mostrarob.

Além de escolas de Pelotas e região, o evento contará ainda com a presença de instituições de ensino de outras cidades do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Bahia.

Ontem, as atividades começaram a partir das 8h30min. O dia foi exclusivo para a apresentação, avaliação e premiação dos projetos de pesquisa de alunos do ensino fundamental.  Hoje e sexta, a programação é destinada à exposição técnico-científica de estudantes dos níveis médio e/ou técnico (Grupo 2), superior e pós-graduação (Grupo 3), e também às competições de robótica.

PREMIAÇÃO

A cerimônia de premiação da Mostrarob 2019, – com exceção da Exposição Técnico-científica para o ensino fundamental, que ocorre já na quarta-feira, às 19h -, está marcada para sexta-feira, às 20h, no auditório Enilda Feistauer do câmpus Pelotas.

Juntamente com os melhores de cada categoria, os organizadores entregarão ainda os prêmios “Teodolito”, para os projetos da categoria Exposição Técnico-científica que se destacarem este ano, e “Luís Artur Borges Pereira”, para projetos desta mesma categoria, só que na área da educação. Esse último está sendo concedido pelo segundo ano consecutivo e é uma homenagem ao servidor Luís Artur Borges Pereira, do câmpus Pelotas, que morreu em abril do ano passado, vítima de um infarto.

A Mostrarob 2019 conta, ao todo, com sete categorias, duas específicas para projetos e pesquisas em diversas áreas do conhecimento (Exposição Técnico-científica) e cinco destinadas a competições de robótica.

ORIGEM

Idealizada em 2011 por integrantes do LAB 14 – Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Projetos do IFSul/câmpus Pelotas, a Mostrarob surgiu como uma competição de robótica, o que explica a origem de seu nome. Entretanto, o evento não está confinado apenas a provas envolvendo robôs. Por conta do crescimento verificado ano após ano, foi se expandindo, tendo em vista a busca por congregar inúmeras áreas de conhecimento presentes nas instituições de ensino, e atualmente conta com categorias que destacam a pesquisa e o desenvolvimento de projetos.

O principal objetivo da Mostrarob é aproximar os conhecimentos teóricos à prática, estimulando a criatividade e o raciocínio lógico dos estudantes, a fim de incentivar o pensamento científico, por meio do desenvolvimento de projetos e, por consequência, propagar a importância do investimento em pesquisa nas instituições de ensino como fator determinante para a evolução econômica, tecnológica e social do país.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções