Diário da Manhã

quarta, 17 de julho de 2019

Notícias

“Operação Farfante” combate a pesca predatória e apreende 30kg de Camarão

08 fevereiro
10:15 2014

Em continuidade à “Operação Farfante”, realizada pelo Ibama e Comando Ambiental da Brigada Militar, foi realizada ação de fiscalização embarcada no estuário da Lagoa dos Patos, no município de Rio Grande.   Durante as atividades foram recolhidas 47 redes do tipo “berimbau”, petrecho proibido para a captura do camarão, além do recolhimento de uma embarcação que estava sendo utilizada para a prática do arrasto, modalidade de pesca também proibida.

Foram apreendidos aproximadamente 30 kg de camarão, bem como realizada a soltura das espécies que estavam vivas. As redes foram destruídas e a embarcação apreendida, sendo que o pescado foi doado à instituição beneficente.

Foram apreendidos 30Kg de camarão

Foram apreendidos 30Kg de camarão

O comando da operação orienta que a pesca do camarão é permitida somente para pescadores profissionais, que estejam licenciados, com redes de espera do tipo “aviãozinho” devidamente identificadas e nas quantidades previstas na Instrução Normativa Conjunta nº 03, de 04 de fevereiro de 2004, do Ministério do Meio Ambiente e Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da Presidência da República. Está proibida a captura do camarão com qualquer tipo de rede de arrasto, tais como “berimbau”, “coca”, “plancha”, “trolha”, dentre outras, pois são métodos extremamente prejudiciais ao ecossistema do Estuário da Lagoa dos Patos, impossibilitando o crescimento do camarão e das demais espécies de fauna.

Conforme o Capitão Tiago Almeida, a atividade de pesca sem a devida licença é proibida, configurando crime previsto na Lei de Crimes Ambientais. As penas variam de um a três anos, além de multas que variam entre R$ 700,00 a R$ 100.000,00, com acréscimo de R$ 20,00 para cada quilo de produto apreendido, sendo o infrator autuado em flagrante e conduzido à Delegacia da Polícia Federal. Os veículos e embarcações utilizados para a pesca também são apreendidos e permanecem à disposição da justiça e do Ibama.

A “Operação Farfante” (referência ao nome científico do camarão do Estuário da Lagoa dos Patos, Farfantepenaeus paulensis) conta com a participação de agentes de fiscalização do Ibama e policiais militares do Comando Ambiental da Brigada Militar, e utilização de veículos e embarcações das instituições.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções