Diário da Manhã

quinta, 05 de dezembro de 2019

Notícias

Prefeitura faz levantamento na região colonial para imunização da febre amarela

Prefeitura faz levantamento na região colonial para imunização da febre amarela
12 agosto
08:51 2019

A Prefeitura, através da Secretaria de Saúde (SMS), está realizando um levantamento da população moradora da zona rural de Pelotas que já foi vacinada contra a febre amarela. O objetivo é atingir 100% desse universo, formado por mais de 22 mil pessoas, segundo dados do IBGE.

Até o momento, 1.314 doses do imunizante foram aplicadas na área rural. Equipes da saúde estão percorrendo as residências e aplicando as vacinas, mas os habitantes podem procurar a sua Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência para agilizar a aplicação.

Prefeitura faz levantamento na região colonial para imunização

Prefeitura faz levantamento na região colonial para imunização

Até junho de 2019, haviam sido notificados 18 casos de febre amarela no Rio Grande do Sul. Destes, 17 foram descartados laboratorialmente e um continua em investigação. Em outubro, uma campanha envolvendo toda a população deve ser iniciada. Até lá, a meta será a imunização de quem vive na zona rural.

A ideia é impedir que a doença chegue ao município, possibilidade não descartada tendo em vista a grande quantidade de focos do mosquito Aedes, principal vetor do vírus da febre amarela. Até o fim de junho, 102 núcleos haviam sido confirmados na área urbana de Pelotas.

A DOENÇA

Segundo o Ministério da Saúde, a febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por vírus. Este é transmitido por mosquitos vetores e possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa.

A vacina é a melhor forma de prevenir a doença. A utilizada no Brasil é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz e está disponível para a população nas Unidades Básicas de Saúde dos municípios do Estado, incluindo Pelotas. Conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), uma dose única da vacina da febre amarela é suficiente para conferir imunidade ao usuário e proteção para toda a vida, não sendo necessária dose de reforço.

SINTOMAS

Se você identificar os sintomas abaixo, procure a unidade de saúde mais próxima e informe sobre qualquer viagem para áreas de risco realizada nos 15 dias anteriores ao início dos sinais da doença — os primeiros indícios da febre amarela surgem de 3 a 6 dias após a infecção.

  • Início súbito de febre;
  • Calafrios;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Dores nas costas;
  • Dores no corpo em geral;
  • Náuseas e vômitos;
  • Fadiga e fraqueza.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções