Diário da Manhã

sábado, 21 de maio de 2022

Notícias

Audiência pública na Assembleia Legislativa do RS mobiliza moradores da colônia de Pelotas e autoridades de municípios vizinhos

Audiência pública na Assembleia Legislativa do RS mobiliza moradores da colônia de Pelotas e autoridades de municípios vizinhos
04 abril
09:02 2022

Na manhã da última quarta-feira (30), uma audiência pública proposta pelo deputado estadual Marcus Vinícius (PP), na Assembleia Legislativa do RS, com a direção da CEEE Equatorial, mobilizou cerca 25 produtores rurais da colônia de Pelotas e autoridades dos municípios de Turuçu e Arroio do Padre, para tratar sobre os problemas frequentes de energia elétrica na região.

A mobilização da zona sul foi articulada pelo vereador Jair Bonow (PP) e visava a cobrança de melhorias no serviço fornecido pela companhia de energia elétrica, além da busca de respostas em relação ao serviço da Ceee Equatorial. Desde o início deste ano, são inúmeros os relatos de moradores da zona rural de Pelotas e dos municípios de Turuçu, Arroio do Padre, Canguçu e Capão do Leão, sobre prejuízos causados pela falta e queda constante de energia.

Em março, Jair Bonow já tinha promovido uma audiência pública no Distrito da Santa Silvana, interior do município de Pelotas, para tratar sobre a questão. Nela, compareceram dezenas de moradores da colônia e também autoridades políticas da Cidade e Região Sul. Mesmo após confirmarem presença, os diretores da Equatorial não compareceram, no encontro, para prestar esclarecimentos, o que indignou quem estava presente.

Na audiência da Assembleia Legislativa, Giovani Francisco da Silva e Marvin Ramgrab, autoridades da companhia elétrica compareceram, o que possibilitou que as pessoas presentes pudessem debater e relatar diretamente para eles os problemas que enfrentam por causa da má qualidade da energia elétrica.

De acordo com Seldomar Bonow, produtor rural do Arroio do Padre, após a audiência, ele volta para casa com esperança de que as melhorias prometidas pela Equatorial sejam cumpridas e que a qualidade no fornecimento de energia melhore consideravelmente. “Na primeira audiência, em Pelotas, saímos frustrados por causa da ausência da Equatorial. Agora, saímos, dessa, com esperança de que na próxima safra, em novembro, nós tenhamos energia de qualidade para que nossas estufas funcionem e nós possamos ganhar o retorno daquilo que investimos durante o ano inteiro”.

Proponente da viagem até Porto Alegre, o vereador afirmou que a audiência trouxe o resultado esperado por ele. “Saímos da reunião com as respostas e informações que buscamos, mas vamos continuar fiscalizando e cobrando a empresa a qualquer momento que for necessário”, explicou Jair.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções