Diário da Manhã

quinta, 23 de setembro de 2021

Notícias

Câmara deve garantir mais verba para o Auxílio Emergencial Pelotense

Câmara deve garantir mais verba para o Auxílio Emergencial Pelotense
10 agosto
09:19 2021

Vereadores aliados se reuniram com secretário de Governo

 A Câmara de Vereadores deverá fazer até o final do ano um novo repasse de valores para a Prefeitura de Pelotas com o objetivo de incrementar o programa Auxílio Emergencial Pelotense cujo projeto começa a ser discutido nessa semana no Legislativo. Em reunião realizada nessa segunda-feira  entre um grupo de vereadores aliados e o secretário municipal de Governo, Fábio Machado foi defendida a ideia de garantir o pagamento de quatro parcelas de R$ 200,00 cada, ao invés das duas parcelas de R$ 300,00 previstas originalmente. Participaram do encontro o presidente da Câmara, vereador Cristiano Silva (PSDB), o líder do Governo, Marcos Ferreira, Marcola (PTB) e os vereadores César Brisolara, Cesinha (PSB), Márcio Santos (PSDB), Paulo Coitinho (Cidadania) e Michel Promove (PP).

“A ideia principal é de aumentar a ajuda para quem mais precisa, por isso propusemos repassar mais R$ 300 mil dos cofres da Câmara em dezembro para garantir que o auxílio seja estendido até o final desse ano”, afirma o presidente da Câmara. Conforme Silva o dinheiro sairá de economias que vem sendo feitas ao longo dos últimos meses, a exemplo do R$ 1 milhão devolvido em julho.

Para o vereador Marcola ao procurar o Executivo para apresentar sugestões de melhorar o projeto, a base governista mostra estar afinada com o Paço Municipal e consciente de sua responsabilidade em dar condições para a administração garantir meios para que as famílias mais economicamente fragilizadas pela pandemia possam terminar 2021 com um mínimo de segurança alimentar. “Legislativo e Executivo estão cumprindo seu papel de dialogar para melhorar a vida das pessoas e se podemos fazer esse repasse tenho certeza de que nenhum dos 21 vereadores será contrário”, declara.

AMPLIAÇÃO DO PÚBLICO – O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal vereador Cesinha destaca, ainda, que tão importante quanto o aumento dos recursos é a ampliação do perfil de famílias atendidas pelo futuro benefício.

“O projeto trata de auxiliar pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza e precisamos ter em mente que a fome não escolhe gênero ou raça. Por isso é importante pensar em todos e não em limitar o auxílio apenas para famílias chefiadas por mulheres, embora se saiba que são a grande maioria, por isso é válido ampliar o perfil também para famílias cujos os responsáveis sejam homens”, diz.

Conforme Cesinha durante o trâmite do projeto os vereadores deverão promover uma reunião com o secretário de Assistência Social, José Olavo Passos para discutir o processo de escolha das famílias beneficiadas pelo futuro auxílio emergencial.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções