Diário da Manhã

terça, 07 de dezembro de 2021

Notícias

Câmara recebe explicações sobre obra na Av. Ildefonso Simões Lopes

26 agosto
09:04 2021

Após polêmicas, reclamações e denúncias a Câmara de Vereadores recebeu nesta quarta-feira as explicações pedidas sobre a construção de uma ciclofaixa na avenida Ildefonso Simões Lopes, na zona norte da cidade. Os secretários de Trânsito e Transportes, Flávio Al Alam e o de Planejamento, Roberto Ramalho foram até o Legislativo ouvir os vereadores e detalhar o projeto e que está planejado para evitar acidentes no trecho.

Coube a Ramalho fazer o detalhamento do empreendimento de 4 km de ciclovia na avenida Ildefonso Simões Lopes entre as avenidas São Francisco de Paula e Leopoldo Brod, realizado com verbas federais e com custo final de R$ 1,4 milhão. Além da pista, o projeto prevê a construção de gradil de proteção, sinalização horizontal e vertical e outras intervenções.

Flávio Al Alam de Trânsito e Transportes e Roberto Ramalho do Planejamento estiveram na Câmara nesta quarta-feira

“Antes de a obra começar se tinha uma ciclovia com ciclistas isolados em 1,35 km e o resto era uma ciclofaixa de 1,20 metro sobre a pista. Depois de pronta serão 3,7 km de ciclovia e 560 metros em ciclofaixa e nesse trecho é que estão os 400 metros que geram polêmica”, diz.

O secretário confirmou que os técnicos estudaram todas as alternativas para evitar riscos aos ciclistas, inclusive a construção da ciclovia ao lado da cerca do aeroporto, o que foi descartado pela própria comunidade por causa do risco de assaltos para quem trafegar por ali. A partir disso se optou pelo projeto em execução, que conforme Ramalho é o mais viável.

A mudança de cultura dos motoristas que usam a Ildefonso Simões Lopes terá que mudar, conforme Al Alam e Ramalho, pois a velocidade praticada no trecho dos 400 metros da ciclofaixa deverá cair dos atuais 80 km/h para 40 km/h. “É inevitável se houver uma redução de velocidade naquele local, que não é mais uma estrada como era antigamente. Iremos instalar toda a sinalização necessária, além de semáforo acionado pelo pedestre ou ciclista e reforçar a fiscalização”, declara.

AVALIAÇÃO – Morador do bairro Arco-íris e um dos provocadores da discussão sobre os impactos negativos da obra sobre a segurança de ciclistas e pedestres, o vereador Jone Soares (PSDB) avaliou como positivas as respostas apresentadas.

“Os secretários elencaram não haver outra forma de fazer a ciclofaixa e demonstraram que o trecho será muito sinalizado e iluminado, então agora será uma questão da população mudar sua cultura e se acostumar a reduzir a velocidade ali. A partir disso vou confiar na palavra dos secretários e acompanhar a situação para caso aconteçam problemas buscar uma forma de melhorar e resolver”, afirma.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções