Diário da Manhã

terça, 18 de maio de 2021

Notícias

Deputado propõe que Café Aquários, de Pelotas, seja interesse cultural do RS

Deputado propõe que Café Aquários, de Pelotas, seja interesse cultural do RS
09 abril
11:20 2021

Tomar um cafezinho faz parte da cultura brasileira, país que é tradicional produtor. Toma-se café de diversas formas, em casa no café da manhã e na recepção de amigos, em restaurantes após o almoço e nas milhares de lanchonetes e cafeterias que existem no país. Diversos tipos e preferências.

O Café Aquários, localizado no centro do município de Pelotas é uma famosa e histórica cafeteria, um dos principais pontos de encontro dos pelotenses e visitantes de fora da cidade. “O Aquários é um dos símbolos de Pelotas, inclusive, reconhecidos pela Lei Municipal, que declarou como integrante do patrimônio histórico e cultural de Pelotas”, lembrou o deputado estadual Zé Nunes (PT), autor do Projeto de Lei nº 67/21, que prevê que o Café seja interesse cultura do RS. “Quem passa pela rua vê uma aglomeração (não em tempos de pandemia) de clientes que conversam e leem jornal. Na pauta, as notícias do dia, especialmente sobre política e os times de futebol de Pelotas. Será uma homenagem a Pelotas, pois o estabelecimento tem relevância histórica e cultural para a cidade”, completou.

História

A cafeteria passou a se chamar de Café Aquários quando passou a ocupar o local que atualmente está localizado. Em 1942 quando foi inaugurado o edifício Palácio do Comércio, da Associação Comercial de Pelotas. Antes se chamava Café Nacional e era situado em outro endereço, na rua Marechal Floriano. A denominação Aquários foi devido a ser envidraçado, característica estética que mantém até hoje.

Local de conversas entre amigos, a cafeteria tornou-se um tradicional ponto de sociabilidade masculina, mas foi ampliando a participação feminina e diversificando o público ao longo dos anos. Funciona de segunda a segunda, onde vai mudando o público. Há casos de várias gerações, como o avô, pai, filho e neto, frequentando o estabelecimento. “Trata-se de um tradicional ponto de encontro da cidade, especialmente, empresários, intelectuais, artistas, estudantes, aposentados, comerciários, turistas “, disse o petista.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções