Diário da Manhã

terça, 15 de junho de 2021

Notícias

Eduardo propõe que Feira do Livro seja no Mercado Central

Eduardo propõe que Feira do Livro seja no Mercado Central
01 outubro
19:55 2013

 

Foto: Eduardo Beleske/Ascom

Foto: Eduardo Beleske/Ascom

A Feira do Livro de 2013, em edição histórica, poderá ocorrer no Mercado Central. A proposta partiu do prefeito Eduardo Leite, por sugestão da Secretaria de Cultura (Secult), que chamou os livreiros para uma conversa, na tarde desta terça-feira (1º/10/2013). Eduardo falou brevemente com os representantes dos livreiros sobre a possibilidade das bancas ainda desocupadas no local abrigarem o evento e logo os convidou a percorrer as instalações do Mercado, para visualizar in loco as alternativas de ocupação da área.

“O Mercado tem um potencial bárbaro, seria uma grande oportunidade de fazermos uma edição especial e histórica, em um espaço privilegiado, completamente revitalizado, com estrutura qualificada, pronto para receber o público e que tem potencial de venda e de apelo”, disse o prefeito.

Na opinião de Eduardo, realizar a Feira do Livro no Mercado Central vai beneficiar a ambos: ajudará a atrair público para a compra de livros e também contribuirá para divulgar o espaço, “para que as pessoas visitem, conheçam, se entusiasmem e ganhem confiança no Mercado”, ponderou o prefeito.

Presidente da Câmara Pelotense do Livro, Isabel Zschornack não escondeu o entusiasmo com a nova proposta. “O importante é que chegamos a um consenso. Todos saem ganhando, resolve a situação de maneira maravilhosa, com fios de ouro. Pena que não pode ser permanente”, brincou Isabel, que ficou de levar a proposta aos demais livreiros e apresentar uma comunicação oficial à prefeitura na manhã desta quarta-feira (02/10/2013).

Foto: Eduardo Beleske/Ascom

Foto: Eduardo Beleske/Ascom

A proposta sugerida pela Secult é de que os livreiros ocupem provisoriamente parte das 28 bancas ainda disponíveis no Mercado. A ideia também é beneficiar as bancas de alimentação que estão para se instalar definitivamente no local, por meio do processo licitatório – ao todo, 19 comerciantes devem se instalar até o final de outubro, entre eles, vários na área da alimentação. As atividades lúdicas poderão ser distribuídas pelos quatro pátios internos, calçados, e no largo Edmar Fetter, caso seja necessário.

Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sdet), Fernando Estima se disponibilizou a começar a planejar o novo layout com os livreiros tão logo saia o comunicado oficial de que aceitam fazer a Feira no Mercado. “Será um casamento muito bonito e interessante. Assim que os livreiros derem a confirmação podemos começar a desenhar a ocupação deste espaço para esta, que será uma edição extraordinária”, disse Estima.

Acompanharam o prefeito na visita ao Mercado a vice-prefeita Paula Mascarenhas, a secretária de Cultura Beatriz Araujo, o assessor especial Paulo Morales, o coordenador de Estratégia e Gestão Abel Dourado, os vereadores Luiz Henrique Viana (PSDB) e Victor Paladini (PSB), livreiros e membros da imprensa local.

Fonte:Ascom

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções