Diário da Manhã

terça, 18 de maio de 2021

Notícias

Escritor, músico e artista visual Gilberto Isquierdo, e o “Diário de um Ex-Machista”

29 abril
08:45 2021

Por Carlos Cogoy

Observador do cotidiano e suas contradições, o autor apresenta como “diário” – recorrente gênero literário que promete um tom de confidência – as crônicas que percorrem o fio da navalha dos valores em transformação. A ficção está permeada de circunstâncias que não são mera coincidência. E, numa abordagem que não se pretende didática, tampouco panfletária, “Diário de um Ex-Machista” (143 páginas), do autor jaguarente/pelotense Gilberto Isquierdo, ao expor o grotesco, provoca o desassossego. Nos textos que instigam a imaginação do leitor, prevalece a ironia como espelho de postura em decomposição. A obra é a terceira publicação do autor, que também se dedica à música como compositor e intérprete, bem como à tecelagem, pintura e cerâmica, no Atelier Clínico. O livro foi lançado em março, e está sendo comercializado ao preço de R$40,00. Contatos com o escritor: Facebook-Instagram/gilbertoisquierdo; Whatsapp (53) 9 9151.2119.

Gilberto Isquierdo divulga o terceiro livro

MACHISMO ESTRUTURAL – Isquierdo acrescenta sobre o volume que reúne 23 crônicas: “O livro Diário de um Ex-Machista foi escrito no verão de 2014 e 2015. Naquele momento não achei relevante publicar. Porém, com a pandemia, revendo projetos antigos, ponderei melhor e resolvi publicar. No volume, crônicas que relatam histórias cotidianas. Como protagonista, o machismo, uma ideologia cuja ideia é a dominação, servidão e submissão. Essa postura é transmitida de geração a geração, pelas famílias, pela religião, pelas forças dominantes de poder do sistema capitalista que, de tanto ser produzida e reproduzida, passou a ser encarada como ‘natural’, do senso comum, e até considerada imutável. Nos textos, a intenção foi criar um devaneio, onde o leitor pudesse se transportar, imaginar ou se colocar no lugar do autor”.

LIVRO conta com prefácio de Léo Jaime da Silva, mestre em enfermagem/saúde mental. Trecho: “(…) A criação de rapaz do interior, o sonho do filho homem. Os amigos, a casa da luz vermelha, o imaginar sublime de um mundo musical, a eutanásia. Temas diversos. O íntimo de um homem artista que se admite incompleto. Um ex-machista? Não sei. Divirta-se tentando descobrir”. Da contracapa de Delcira Estrela: “O autor deste livro, alimenta um sonho: ser um ex-machista. Ele quer mostrar ao seu leitor que a tarefa a que se propõe não é de modo algum fácil, face aos inúmeros entraves que o homem contemporâneo vai encontrar no momento em que decidir mudar sua maneira de pensar e agir”. A capa e formatação foram criações do designer Valder Valeirão da Nativu Design. A impressão foi na gráfica Pallotti em Santa Maria.

TALENTO – Terapeuta, cantautor, artista visual e escritor, Gilberto é arterapeuta no CAPS em Jaguarão e, além dos cursos de tecelagem, cerâmica e pintura, também realiza atendimentos em hipnose clínica, arteterapia e Programação Neurolinguística (PNL). Como artista visual, participou de doze mostras coletivas, e realizou 38 individuais. Seu trabalho também está nos vídeos: Do Sonho à Realidade/Grupo Vocal Asas da Liberdade (2014); 3 Atos (2015); Espelho das Vozes Inquietas (2017). Como músico lançou os álbuns: Camburbano (2004); Sons do Silêncio (2008); Singular (2012); LoKaViDa (2016). Além do “Diário de um Ex-Machista”, publicou “Manos” – livro de imagens – em 2007, e “Linha do Tempo” em 2009. Saiba mais acessando: www.gilbertoisquierdo.com

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções