Diário da Manhã

sábado, 10 de abril de 2021

Notícias

HORROR : Brasil e Pelotas empatam no Bra-Pel e ambos podem terminar rodada no Z-2

06 abril
08:39 2021

Por: Henrique König

Foi um Bra-Pel para tirar da memória. Ano de pandemia, sem o brilho do público no Bento Freitas e muito menos das equipes dentro de campo. Na noite de segunda-feira (5), Brasil e Pelotas se enfrentaram pelo Bra-Pel 365. O encontro decretou o empate de número 125 nos encontros. O Pelotas fica na lanterna do Campeonato Gaúcho, com 7 pontos. O Xavante tem 9 pontos e pode ingressar na zona do rebaixamento, caso o Esportivo de Bento Gonçalves vença o Ypiranga no complemento da 9ª rodada.

. O Pelotas fica na lanterna do Campeonato Gaúcho, com 7 pontos. O Xavante tem 9 pontos e pode ingressar na zona do rebaixamento

A tendência é pelo menos um dos clubes pelotenses terminar o campeonato na zona de rebaixamento. Só um milagre para ambos se salvarem, na luta contra a Divisão de Acesso.

DUELO MELANCÓLICO

Os treinadores Claudio Tencati e Rafael Jacques mudaram os times. O Brasil teve a estreia de Paulo Victor no meio e do experiente Junior Viçosa no ataque. Jarro, recuperado de lesão, começou no banco de reservas. Cristian foi desfalque. Bruno Paraíba retornou de suspensão e foi o camisa 9.

O Pelotas utilizou João Vieira, retornando de suspensão, no meio, no lugar de Moisés. Juliano e José Aldo complementaram a meia cancha áureo-cerúlea. Na lateral esquerda, Wendel Lomar fortaleceu a defesa, com Gabiga no banco de reservas. No ataque, Jacques testou Marcos Paulo junto com Marcão. Apesar dos trâmites ofensivos nas equipes, nada de colocar a bola na rede.

Aos 5 minutos, um dos melhores lances do Bra-Pel. Escanteio do Xavante pela esquerda e Junior Viçosa desviou de letra para o goleiro Gabriel Leite fazer boa defesa. Viçosa foi um dos atletas mais pilhados da partida. Já tinha dado carrinho no adversário e, aos 11 minutos, foi puxado e cavou um cartão amarelo para o zagueiro Silvio.

Aos 23’, o garoto Paulo Victor, emprestado pelo Atlético Mineiro, estreante pelo Brasil, tentou cruzar e facilitou defesa de Gabriel Leite. Aos 26’, o Pelotas respondeu na mesma moeda: cruzamento fraco de Marcos Paulo para Matheus Nogueira defender firme.

Aos 33’, o Pelotas igualou as chances em toques de letra. Marcelo cobrou falta pela esquerda, ao lado da área. Marcão desviou a bola para abrir o placar, mas o azarado companheiro Marcos Paulo acabou atingido pela redonda, fazendo o trabalho da defensiva xavante.

Ainda pilhado, Junior Viçosa arrumou confusão aos 37’. Fora do lance da bola, tentou acertar um chute no paraguaio Bustamante. Se o árbitro Vuaden estivesse mais estressado, poderia até aplicar o cartão vermelho. Viçosa levou o amarelo e o volante Everton Dias também.

Na etapa final, o Pelotas teve mais volume de jogo, esteve amadurecendo o seu gol, mas não conseguiu. Foi uma pressão inicial, na base do abafa.

O Brasil respondeu com investidas do camisa 10 Netto. Em chute cruzado aos 11 minutos, Gabriel Leite estava atento para defender. Em seguida, cruzamento da direita, Viçosa ajeitou a jogada em cabeçada e Netto soltou a bomba de canhota, por cima da meta.

Aos 16’, o Pelotas voltava a pressionar. Marcos Paulo, em bola tocada de cabeça na área, teve a chance em levantamento, encobriu o goleiro Matheus Nogueira, mas a zaga xavante afastou de dentro da pequena área.

Balançou a estrutura aos 27 minutos. Lateral cobrada na área por Marcelo, o zagueiro Silvio subiu entre dois defensores do Brasil, cabeceou, o goleiro Matheus Nogueira ficou plantado e a bola beijou a quina entre travessão e trave. A bola não entrou porque não quis. Na sequência, o Pelotas ainda teve mais dois escanteios, mas nada de gol.

Na última resposta xavante, aos 37’, Bruno Paraíba fez a inversão em lançamento preciso para Netto, mas não era a noite dele: mandou um chute forte por cima da meta. Com muitas trocas do meio para o final do segundo tempo, nenhuma equipe conseguiu se sobressair para acabar vencedora.

FICHA TÉCNICA: BRASIL 0x0 PELOTAS

BRASIL: Matheus Nogueira; Vidal, Camilo, Ícaro e Artur; Everton Dias (Jarro), Rômulo, Paulo Victor, Netto (Matheuzinho), Junior Viçosa e Bruno Paraíba (Igor Miranda). Técnico: Claudio Tencati.

PELOTAS: Gabriel Leite; Marcelo, Silvio, Maurício e Wendel Lomar; João Vieira, Juliano, José Aldo, Bustamante (Gabiga), Marcos Paulo (Wesley) e Marcão (Caio Mancha). Técnico: Rafael Jacques.

  • ÁRBITRO: Leandro Vuaden
  • Partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Gaúcho, disputada no estádio Bento Freitas, em Pelotas, na noite de segunda-feira (05/04)

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções