Diário da Manhã

quarta, 01 de dezembro de 2021

Notícias

Luciana Genro confirma nomes para 2022

16 novembro
09:15 2021

Uma agenda formatada com relevantes pautas. Foi assim a estada em Pelotas, nesta última sexta-feira (12), da deputada estadual Luciana Genro(PSol). Na Princesa do Sul, a parlamentar se encontrou com lideranças do partido, visitou veículos de imprensa, e conversou com polícias militares sobre a defasagem salarial dos mesmos e desatualização do plano de carreira da corporação.

DEPUTADA esteve no Diário da Manhã, nesta sexta-feira, na companhia do vereador Jurandir Silva

A pauta da deputada também marcou pela prestação de contas dos dois anos do seu mandato na Assembleia Legislativa, além de explanações e considerações políticas com vistas à eleição do próximo ano. Ela garante que o PSol vai estar com força na disputa, pelos governos do Rio Grande do Sul e do Brasil. À sucessão de Eduardo Leite, o partido da deputada terá como candidato o vereador de Porto Alegre e ex-deputado Pedro Ruas (PSol).

Em tempo de articulações com vistas ao pleito de 2022, outro encaminhamento do partido é o nome do vereador em Pelotas, Jurandir Silva, para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados. Luciana Genro preside a Executiva do PSol  no Rio Grande do Sul.

Sobre ser protagonista no próximo processo eleitoral, o PSol, segundo Luciana,  não abre mão de bandeiras que formatam propostas diferentes das que “estão maltratando” o povo, em nível estadual e nacional.

“A política que está aí, no Estado e Governo de Bolsonaro, está longe de atender às necessidades da população, pela falta de sensibilidade dos governos”,  observa a deputada, em sua segunda passagem pelo parlamento gaúcho, depois de dois mandatos na Câmara Federal.

“Precisamos recuperar o Brasil, interromper a continuidade do atual governo, o qual é responsável pelo empobrecimento da população”, salienta a deputada, que defende a formação de uma unidade política pela governança do Brasil.  E também se coloca contrária ao retono das aulas presenciais às escolas do estado, considerando que não há condições para o recebimento dos alunos em espaços que não foram preparados para esse retorno em um período de pandemia.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções