Diário da Manhã

quinta, 28 de outubro de 2021

Notícias

No retorno da torcida, Brasil compete mas perde para o CRB

22 setembro
09:55 2021

Diante do público após 558 dias, placar mínimo no Bento Freitas foi construído com gol de Diego Torres no segundo tempo

Por: Henrique König

Na noite de terça-feira (21), o Brasil recebeu o CRB e saiu derrotado pelo placar de 1×0. Com a derrota, o Xavante segue estacionado com 16 pontos, na última posição da Série B. Com a vitória, os alagoanos ficam no G4, com 44 pontos, mesma pontuação do 3º colocado Botafogo.

O GE Brasil voltou a receber torcedores no interior do estádio Bento Freitas, algo que não ocorria desde o duelo com o Brusque, em 12 de março de 2020, pela 3ª fase da Copa do Brasil daquele ano. De lá para cá, 558 dias separaram a torcida xavante do seu templo. Os arredores, pela baixada da rua Princesa Isabel, começaram a ganhar as cores em vermelho e preto ainda no meio da tarde. Uns de máscara, outros sem, os torcedores começaram a se reunir para uma noite de reencontro.

O limite máximo era de 2.500 pessoas podendo acessar o Bento Freitas como espectadoras. Entre os protocolos vigentes, a necessidade de apresentar a carteira vacinal ou um teste negativo para Covid-19, validado por laboratório para as últimas 72 horas. Máscara no rosto e sem possibilidade de trocar de setor após adentrar o estádio. Assim a torcida presente foi para o jogo, com início marcado para as 19 horas.

Diante do público após 558 dias, placar mínimo no Bento Freitas foi construído com gol de Diego Torres no segundo tempo

O Brasil de Cléber Gaúcho formou com Vidal, de volta à lateral no lugar de Oliveira, Ícaro de volta à zaga, no lugar de Arthur Henrique, volante Wesley, na vaga de Diego Gomes, e Gabriel Terra no meio, com Kevin no banco. Caio Rangel estreou entre os titulares no lugar de Netto. Caio só havia entrado em segundo tempo antes. Foram muitas mudanças em relação à derrota para o Goiás, na Serrinha, por 2×1, pela 24ª rodada.

O JOGO: o Xavante começou aceso. Em chute de longe de Wesley, Diogo Silva salvou o CRB. Os alagoanos equilibraram o jogo e passaram a incomodar o goleiro Marcelo, mas seguia 0x0. O Brasil voltou a atacar forte aos 13’. Cruzamento da esquerda, Caio Rangel dominou e chutou forte para Diogo Silva espalmar de novo. Na sequência de jogada de escanteio, outro cruzamento da esquerda, Leandro Camilo finalizou de primeira e a bola raspou a trave.

Aos 16’, Jajá finalizou e Marcelo defendeu firme. O jogo era aberto na Baixada, com os dois times procurando a abertura do placar. O CRB cresceu no jogo e criou mais situações. Em uma delas, aos 26’, cruzamento de Reginaldo e Diego Torres bateu de primeira, por cima da meta. Ícaro, sobre a linha, salvou o Brasil aos 30 minutos.

Aos 33’, Gabriel Terra roubou a bola e Rildo finalizou para fora, raspando o poste. Em seguida, mais uma história de gol anulado. Cruzamento da esquerda de Terra, o goleiro Diogo Silva soqueou a bola contra o Erison e a bola foi para o gol. Mas o quarto árbitro recebeu a comunicação do VAR e avisou o principal Emerson Andrade que o desvio final com o braço, anulando a abertura do placar. 5º gol do Xavante anulado desde a instituição do VAR nos jogos na Baixada.

Aos 42’, Jajá invadiu a área entre os marcadores, chutou rasteiro e cruzado e Marcelo fez linda defesa de mão direita para salvar o Rubro-Negro. O jogo foi para o intervalo sem gols. O Brasil voltou com João Siqueira no lugar de Paulinho, na esquerda.

O jogo caiu significativamente de ritmo na etapa final: faltava inspiração para ambos os ataques. Aos 18’, Caio Rangel cobrou escanteio e Ícaro cabeceou a bola para fora, passando perto. Técnico Cléber tentou com Rone no lugar de Rangel e posicionou Bruno Matias na vaga do extenuado Wesley.

Em seguida, em erro de passe do Brasil, o contra-ataque fatal do CRB. Alisson Farias para Jajá, Jajá, em velocidade, tocou bola precisa para Diego Torres finalizar na saída do goleiro Marcelo e fazer 1×0. Cléber reagiu com as entradas de Renatinho no lugar de Terra e Poveda na vaga de Rildo, as últimas trocas da noite. Eram 33 minutos.

Renatinho teve a chance, mas mandou para fora. Em outra investida dele, seu chute saiu fraco e Diogo Silva pegou. A partida se arrastou para os acréscimos e o Brasil não conseguiu o resultado mais uma vez, dormindo novamente na lanterna da competição. O CRB comemorou sua permanência no G4.

FICHA TÉCNICA: BRASIL 0x1 CRB

BRASIL: Marcelo; Vidal, Leandro Camilo, Ícaro e Paulinho (João Siqueira); Wesley (Bruno Matias), Romulo, Rildo (Poveda), Gabriel Terra (Renatinho), Caio Rangel (Rone) e Erison. Técnico: Cléber.

CRB: Diogo Silva; Reginaldo, Ewerton Páscoa, Caetano e Celsinho; Marthã Fernando, Wesley, Diego Torres, Jajá, Alisson Farias (Erick) e Pablo. Técnico: Alan Aal.

  • ÁRBITRO: Emerson Ricardo Andrade, com Paulo Gussen e Luanderson dos Santos (trio baiano).
  • GOL: Diego Torres (26’/2º)
  • LOCAL: estádio Bento Freitas, em Pelotas.
  • Partida válida pela 25ª rodada da Série B do Brasileiro.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções