Diário da Manhã

quinta, 04 de março de 2021

Notícias

PAISAGENS CULTURAIS : Mapa visual das águas

PAISAGENS CULTURAIS :  Mapa visual das águas
12 fevereiro
09:04 2021

Nesta sexta às 18h na RádioCom 104.5, lançamento de catálogo digital

Por Carlos Cogoy

Cachoeira Imigrante, Cachoeira Paraíso, Cascatinha, Barragem Santa Bárbara, Canal São Gonçalo, Arroio Pelotas, Praias do Laranjal, Colônia Z3 e Ilha da Feitoria. As localidades, que são essenciais na constituição de Pelotas, caracterizam-se como referências hídricas. Mas, além do mapa geográfico, mostram-se também como vetores culturais. Esse mapa das águas, está documentado através de fotos de autoria da artista visual Camila Hein. No projeto “Paisagens Culturais – Mapa Visual das Águas de Pelotas”, ela integra a equipe que também conta com sociólogo Augusto Amaral, bióloga Raquel Amaral, e o educador físico Lúcio Canabarro. O trabalho gerou catálogo digital, cujo lançamento acontece nesta sexta às 18h. Para acompanhar e participar da divulgação, sintonize no programa Sociedade em Debate da RádioCom 104.5. O lançamento também pode ser ouvido no site: radiocom.org.br. No Youtube, acesse o canal RádioCom Pelotas.

Catálogo gratuito com versões em inglês e espanhol

CATÁLOGO reúne setenta imagens. Os autores divulgam: “A realização teve início com fotografias da festividade de Iemanjá em fevereiro de 2020. Porém, com as dificuldades de deslocamento e interação impostas pela pandemia da COVID 19, a finalização ocorreu em fevereiro de 2021. Mas grande parte das fotografias foram realizadas em outubro. Como principal objetivo do projeto, mostrar á agua não somente como elemento natural mas, como uma determinante de manifestações culturais e modos de viver. Além disso, busca também ressaltar a paisagem e mostrar que Pelotas é uma cidade das águas”. A iniciativa foi viabilizada com recursos de edital do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PROCULTURA), da Secretaria Municipal de Cultura. O catálogo poderá ser acessado gratuitamente no Facebook: Mapa Visual das Águas. Ou no site: issuu.com/camilahein

IMAGENS são acompanhadas de textos. Trecho sobre a Cachoeira do Imigrante: “Pessoas que viveram neste pedaço de terra ao sul do mundo, viram no Brasil um lugar capaz de oferecer um horizonte de futuro em uma época em que países europeus não garantiam uma vida digna a grande parte da sua população. Países que hoje vêm como ameaça o nome que batiza uma cachoeira, provável lugar de alento para vidas marcadas por esperanças e rupturas: Imigrante”. Fragmento acerca do Canal São Gonçalo: “Uma ironia, o canal que recebe o nome de tal santo, tem sobre suas águas uma ponte que é um atestado da falha de engenharia, visível no Quadrado, bairro Porto”. Das Palavras Finais: “(…) Água liga, conecta, dissolve fronteiras, ao mesmo tempo que é generosa para permitir a diversidade em todas as suas manifestações. Este é um sentimento que espera-se que este catálogo ajude a propagar e construir, perceber que estamos em uma cidade privilegiada, que há algo que nos une e o tocar na água é entrar em contato com todas as formas de vida. Que Pelotas possa perceber-se assim, uma cidade das águas”.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções