Diário da Manhã

quinta, 21 de janeiro de 2021

Notícias

POLÍCIA CIVIL : Prisão por receptação

24 novembro
08:27 2020

Ontem pela manhã, policiais da 1ª DP, realizaram prisão em flagrante

Numa sessão de classificados online, o anúncio de um aparelho Notebook. Mas, assim como a oferta foi visualizada por potenciais compradores, também foi avistada pelo dono do computador. E a vítima de furto, tratou de comunicar a Polícia Civil.

A 1ª Delegacia de Polícia, sob o comando do delegado Gustavo Pereira, passou a monitorar a divulgação, e chegou ao responsável pelo anúncio. Ontem pela manhã, ele foi preso em flagrante pelo crime de receptação.

“A vítima entrou em contato com o setor de investigação da 1ª DP para informar que tinha visualizado o seu aparelho da marca Positivo sendo anunciado no site. De posse dessas informações, os policiais diligenciaram no endereço do suspeito e tiveram êxito na recuperação do notebook”, infora o titular da 1ª Delegacia de Polícia Distrital de Pelotas, Gustavo Pereira.

O homem foi conduzido à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), a autoridade policial de plantão determinou pela lavratura do flagrante e estabeleceu o valor de R$1 mil como fiança. Após os procedimentos de praxe, o suspeito pagou fiança, e estará respondendo ao processo em liberdade.

Notebook foi recuperado após anúncio online

AUTORIA – “A recuperação do bem é fundamental para a sequência das investigações, e buscarmos determinar o autor, ou os autores, do crime de furto”, afirmou Gustavo Pereira.

RECEPTAÇÃO – A equipe da 1ª DP, informa que aquele que compra ou aceita produtos sem procedência, pode estar sujeito ao crime de receptação, com pena de reclusão de um a quatro anos, acrescida de multa. Na forma qualificada, a reclusão é de três a oito anos, e mais a multa.

ADOLESCENTE foi apreendido ontem à tarde. Agentes da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), com o apoio da 1ª DP de Pelotas, realizaram a apreensão de um adolescente acusado de cometer assalto na região do bairro Porto.

De acordo com a delegada de Polícia Márcia Chiviacowsky, atualmente respondendo pelo expediente da DPCA, o adolescente cometeu ato infracional enquanto cumpria medidas socioeducativas de semiliberdade.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções