Diário da Manhã

quinta, 23 de setembro de 2021

Notícias

Projeto Floresta de Bairro é lançado no Getúlio Vargas

Projeto Floresta de Bairro é lançado no Getúlio Vargas
30 julho
10:30 2021

O que era um terreno tomado pelo lixo e pelo abandono agora se transformou em um pequeno bosque urbano, com praça e espaço de lazer, no Getúlio Vargas. A proposta, pioneira em Pelotas, é fruto do projeto Floresta de Bairro, executado pelas secretarias de Serviços Urbanos e Infraestrutura (Ssui) e de Qualidade Ambiental (SQA), lançado nesta quinta-feira pela prefeita Paula Mascarenhas e pelo vice-prefeito Idemar Barz, e acompanhado pelo vereador Rafael Dutra – Barriga (PTB).

Ao caminhar pelos espaços totalmente revitalizados e conversar com moradores, Paula salientou a grande mudança urbana do local. “Era uma área transformada em um lixão e nós a recuperamos, para a comunidade, com praças, campinho de futebol e plantação de árvores frutíferas, com flores para embelezar o bairro e atrair as pessoas para cá. Saímos do lixo para um espaço de lazer. Os nossos bairros merecem isso”, disse a prefeita, reiterando que a iniciativa modelo foi concebida no Getúlio Vargas, mas que se estenderá para outros bairros.

O lançamento do Floresta de Bairro também marcou a finalização das ações de zeladoria e manutenção desenvolvidas pelo projeto Bairro Bem Cuidado. Durante cerca de 30 dias de trabalho, foram realizados serviços de drenagem e limpeza de valetas, pintura de meios-fios, roçado, patrolamento, ensaibramento, recolhimento de lixo e entulhos, e consertos de pontos de iluminação pública e reposição de luminárias.

De acordo com secretário de Serviços Urbanos e Infraestrutura, Fábio Suanes, a iniciativa complementa o Bairro Bem Cuidado, estimulando uma visão que vai além da limpeza urbana. “A ideia é evitar os focos de lixo. Por onde o Bairro Bem Cuidado passar, vamos fazer a limpeza, mas também implantar a Floresta de Bairro para despertar a consciência de preservação, evitar que o local seja sujo novamente e para que as pessoas tenham um espaço de convivência e lazer”, destacou.

Essa primeira ação, no Getúlio Vargas, oportunizou a transformação de oito espaços de descarte de lixo e duas praças, com o plantio de 496 mudas de árvores, entre frutíferas e ornamentais de 32 espécies diferentes, como hibisco, pitanga, araçá, ipê, canela, pau-brasil, palmeira-leque, paineira, dentre várias outras.

PROJETO FLORESTA DE BAIRRO 

Executado por meio de ações conjuntas entre as pastas de Serviços Urbanos e Infraestrutura e de Qualidade Ambiental, com o apoio da empresa Sersul e dos apenados do projeto Mão de Obra Prisional (MOP), o Floresta de Bairro visa eliminar os pontos de descarte irregular de lixo e conscientizar a população para o cuidado desses espaços.

Essa primeira ação, no Getúlio Vargas, oportunizou a transformação de oito espaços de descarte de lixo e duas praças, com o plantio de 496 mudas de árvores, entre frutíferas e ornamentais de 32 espécies diferentes, como hibisco, pitanga, araçá, ipê, canela, pau-brasil, palmeira-leque, paineira, dentre várias outras.

No espaço que fica em frente à Escola Municipal Núcleo Habitacional Getúlio Vargas, foram realizadas limpeza, montagem de cercado de pneus, plantação das de mudas – vindas do Horto Municipal -, colocação de bancos, placas de conscientização e abertura de locais para prática de esportes, como uma quadra de futebol.

 

OPINIÃO DA COMUNIDADE

Depois de se balançar ao lado da prefeita Paula, nos novos brinquedos colocados na praça, a jovem Carina Silveira de 11 anos disse que gostou muito da nova pracinha. “Antes era feio, vazio e não tinha graça. Agora, a gente passou a vir para cá e já ganhamos mais amigos”, comentou a menina, bastante empolgada com o novo espaço.

A dona de casa Ingrid Pereira de 19 anos disse que agora vai aproveitar mais o espaço. “As pessoas não respeitavam, viviam colocando lixo. Agora, as coisas estão melhorando, as pessoas estão respeitando mais. Já está ficando bem bonito e deu uma boa renovada na nossa vila”, explicou.

As amigas Andressa Rodrigues de 29 anos, Marilaine Rodrigues de 49 e Lúcia Helena Lima de 65 anos comemoraram o lançamento do Floresta de Bairro. “Nem parece o bairro onde moramos há anos. A gente nem reconhece”, disseram, aprovando a iniciativa.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções