Diário da Manhã

terça, 24 de novembro de 2020

Notícias

SÉRIE D : Pelotas se programa para grande desafio diante do líder Novorizontino

17 novembro
08:30 2020

Com semana cheia para treinar, Lobão precisa de superação para tirar invencibilidade dos paulistas

Por: Henrique König

Um jogo de cada vez. O Pelotas concluiu 12 das 14 rodadas da fase de grupos da Série D do Campeonato Brasileiro. Diante do Novorizontino, no próximo sábado (21), com início às 15h, o Lobo precisa entrar buscando a vitória a qualquer custo. Os três pontos serão fundamentais na classificação do Grupo 8, em que o Pelotas está atrás do Marcílio Dias, que soma 18, e empatado com Caxias e São Luiz, todos com 17 pontos. Atrás deles, ainda o Joinville, com 16.

Com a vida resolvida está o Novorizontino, classificado com a liderança exemplar de 30 pontos, através de nove vitórias e três empates nos 12 jogos. Ou seja, o Pelotas precisa tirar a invencibilidade desse visitante indigesto.

Em Caxias do Sul, o Lobo não conseguiu sair do 0x0 diante dos grenás da serra gaúcha. Foi uma partida de poucos sustos defensivos, mas também pouca inspiração ofensiva, o entrave da equipe na temporada. A reapresentação ocorreu com treino tático no Parque Esportivo Lobão, na segunda-feira. Nesta terça e na quarta-feira, os treinamentos estão programados para ocorrer à tarde, na Boca do Lobo, palco do jogo decisivo, pela 13ª rodada.

A sequência tem sido complicada. Nos últimos dois jogos, dois empates por 0x0, mas com ausência do treinador, Ricardo Colbachini. O comandante primeiro esteve suspenso, pela expulsão sofrida contra o São Luiz de Ijuí. Em

Caxias, ficou de fora pelo isolamento imposto pela covid-19. Alessandro Telles dirigiu a equipe.

Preparar o time

O dilema do Pelotas será atacar o Novorizontino sem se expor a esse predador voraz, um dos favoritos ao acesso para Série C. O Lobo tem os zagueiros Gabriel Silva e Felipe Chaves, o meia-atacante Ariel e os atacantes Tatá e Marcão pendurados, com dois cartões amarelos. Nenhum jogador suspenso.

O comemorado regresso de Hugo Sanches ainda não trouxe resultado. Ele está treinando, atuou em dois jogos, quer chegar nas condições ideais, mas precisa correr contra o tempo. A falta de armação das jogadas foi tema recorrente na campanha do Pelotas. Um pouco mais de inspiração na criação e o time poderia já estar classificado. O meia Juliano começou do banco de reservas em Caxias e pode novamente voltar aos 11 titulares. São poucas alternativas para mexer na escalação na busca pelos três pontos. O que o Pelotas sabe é que precisa resolver na Boca do Lobo, para não depender da última rodada, confronto direto fora de casa com o Marcílio Dias.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções