Diário da Manhã

terça, 19 de janeiro de 2021

Notícias

 Mais recentes

Aposentados continuam entre os mais afetados em Pelotas

07 dezembro
08:31 2020

Nova análise do Observatório de Segurança Pública considerou dados coletados pela Vigilância Epidemiológica até 3 de dezembro

A Prefeitura divulgou, neste sábado (5), novo levantamento dos casos confirmados de infecção pela Covid-19, baseado na atividade profissional. A análise é feita pelo Observatório de Segurança Pública, considerando 9.683 pessoas infectadas até o dia 3 de dezembro, conforme dados coletados pela Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Nesta semana, profissionais da área da saúde, aposentados, comerciários e atendentes do comércio, além de estudantes e donas de casa mantêm-se no grupo com maior número de contaminados.

O levantamento também mostra que 32% dos infectados têm entre 20 e 34 anos, seguidos pelas pessoas que estão na faixa etária dos 35 aos 49 anos. O maior número de casos está relacionado às mulheres, que representam 56,6% dos laudos positivos da Covid-19. Homens contabilizam o índice de 43,4% de infectados.

Nesta semana, profissionais da área da saúde, aposentados, comerciários e atendentes do comércio, além de estudantes e donas de casa mantêm-se no grupo com maior número de contaminados. Foto:Michel Corvelo

Os dados do Observatório demonstram. ainda. que algumas das profissões mais afetadas pelo coronavírus são de diversas áreas, conforme descrição abaixo.

  1. – Profissionais da saúde – 1.318 casos (13,61%)
  2. – Comerciários e atendentes do comércio – 1.075 casos (11,10%)
  3. – Aposentados – 1.052 casos (10,86%)
  4. – Estudantes – 905 casos (9,35%)
  5. – Donas de casa – 609 casos (6,29%)
  6. – Profissionais do transporte – 287 casos (2,96%)
  7. – Profissionais da construção civil – 281 casos (2,90%)
  8. – Profissionais da educação – 265 casos (2,74%)
  9. – Administradores/ empresários – 261 casos (2,70%)
  10. – Prestadores de serviços – 256 casos (2,64%)
  11. – Autônomos – 244 casos (2,52%)
  12. – Desempregados – 241 casos (2,49%)
  13. – Serviços administrativos – 235 casos (2,43%)
  14. – Profissionais da segurança – 227 casos (2,34%)
  15. – Profissional do ramo de alimentos – 212 casos (2,19%)

Demais profissionais, como servidores públicos, domésticas, advogados, bancários e outros representam menos de 2% dos casos confirmados.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções