Diário da Manhã

quarta, 25 de novembro de 2020

Notícias

 Mais recentes

Boletim registra aumento de casos de Covid nos presídios

Boletim registra aumento de casos de Covid nos presídios
20 novembro
14:54 2020

O boletim técnico do Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários da Universidade Católica de Pelotas (GITEP/UCPel) chama a atenção para o aumento de infectados pela Covid-19 nos presídios integrantes da 5ª Região Penitenciária do estado. A partir do mês de outubro, foram registrados casos em cinco dos seis municípios. Apenas o presídio estadual de Jaguarão permanece sem notificações.

Divulgado diariamente pela Secretaria da Administração Penitenciária (SEAPEN) e pela Superintendência dos Serviços Penitenciários (SUSEPE), o Boletim Diário Covid identificou somente no dia 16 de novembro 34 suspeitas em análise e 10 confirmações. Na avaliação do coordenador do GITEP, professor Luiz Antônio Bogo Chies, esse dado permite compor um quadro de alerta, mesmo que a 5ª região ainda não tenha os piores índices do estado.

Dentre os meses de julho e setembro, apenas a Penitenciária Estadual de Rio Grande (PERG) registrava índice preocupante, com 35 casos notificados no dia 6 de agosto e 28 casos em 30 de agosto. No mesmo período, também foi registrado mais dois casos, um em Canguçu em julho e um em Camaquã no mês de setembro.

“A partir de outubro identificamos casos em cinco dos seis municípios, e em números com tendência à elevação, haja vista a significativa constatação de casos suspeitos em alguns estabelecimentos”, comenta  Chies.

Atualmente, o cenário mais preocupante encontra-se nos municípios de Camaquã, com 23 suspeitas; Pelotas, com oito casos suspeitos e cinco confirmações; e Santa Vitória do Palmar, com duas suspeitas e cinco confirmações. De acordo com Chies, os casos de Pelotas se referem ao anexo do presídio regional. “Isso é preocupante devido ao espaço abrigar os chamados presos trabalhadores, os quais circulam pela área mais ampla do complexo prisional na execução de suas tarefas”, diz.

 

O boletim pode ser acessado na íntegra pelo QR.CODE.

DIVULGAÇÃO DOS NÚMEROS DE CASOS

O boletim técnico do GITEP ainda traz uma análise da metodologia escolhida pela SEAPEN para divulgação de casos registrados nos presídios do estado. Conforme a nota, a divulgação privilegia os dados diários coletados nos estabelecimentos prisionais, o que não favorece a percepção imediata de evoluções e regressões sob perspectiva científica e epidemiológica.

Na avaliação do grupo de pesquisadores, questões importantes sobre a evolução da pandemia dentro dos presídios podem ser melhor identificadas com o detalhamento de dados e informações sobre decisões administrativas.

 

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções