Diário da Manhã

quinta, 23 de setembro de 2021

Notícias

Brasil só empata com o Confiança e frustra sonho da arrancada no aniversário

Brasil só empata com o Confiança e frustra sonho da arrancada no aniversário
08 setembro
08:32 2021

Empate no Bento Freitas complica de vez a vida das duas equipes, últimas colocadas na Série B do Campeonato Brasileiro

Por: Henrique König

No feriado de 7 de setembro, nos 110 anos do Grêmio Esportivo Brasil, um duelo importante pela Série B do Brasileiro. Pela 23ª rodada, o Xavante recebeu o Confiança do Sergipe, mas não saiu do empate por 1×1. Com o resultado, o Rubro-Negro é 19º colocado, com 16 pontos. Os sergipanos seguem na lanterna, com 14. São os dois últimos na tabela. Nas 15 rodadas que faltam para o fim da competição, precisam enfrentar todas as probabilidades matemáticas para sonhar com a permanência na B.

Antes da bola rolar, a torcida compareceu aos arredores do Bento Freitas. Mesmo com chuva, houve recepção: sinalizadores, fumaças, bandeiras, cantoria, música para embalar a chegada do ônibus rubro-negro. Ao longo da manhã, o torcedor sentiu a energia e a certeza de que o clube é maior do que uma campanha ruim ou uma fase das mais difíceis. A luta para evitar o rebaixamento para Série C é complicada, mas, mesmo com as restrições durante a pandemia de Covid-19, a torcida quis dar um jeito de estar apoiando.

Empate no Bento Freitas complica de vez a vida das duas equipes, últimas colocadas na Série B do Campeonato Brasileiro

Dentro da Baixada, a equipe do técnico Cléber Gaúcho começou correspondendo. Rildo cobrou falta com perfeição aos 8 minutos e fez 1×0. O Brasil era dominante nas primeiras ações, mas passou a diminuir o ritmo. O Confiança gostou e, sem medo, partiu para cima, jogando com os pontas bem abertos e dependendo do meia Álvaro na criação. Eis que, em lançamento para ele, Álvaro foi para cima e colidiu com João Siqueira na área. A árbitra Edina Batista marcou o pênalti. Tiago Reis cobrou e deixou tudo igual no primeiro tempo: 1×1. Resultado justo.

Na etapa final, Cléber propôs a entrada de Alan Dias no lugar do azarado João Siqueira. O jovem falhou nas últimas partidas. Contra Remo e contra o Vasco, estava de lateral esquerdo. Contra o Confiança, formou a zaga com o também jovem Arthur Henrique, capitão na ocasião. A outra troca foi Gabriel Terra no lugar de Kevin.

O Brasil criou pouco, mas teve chances de vencer. Foram mais dois pesadelos em gols anulados. Primeiro, um foguetório na grande área contra o goleiro Rafael, que deu rebotes, mas, no segundo deles, Erison completou para a rede. Só que houve falta no goleiro pela interpretação da árbitra. O jogo seguiu 1×1.

Aí o segundo gol anulado do começo da tarde. Escanteio cobrado pela direita, toque de cabeça na grande área e bola completada para o gol. Porém, a alegação desta vez foi de saída da bola pela linha de fundo no momento do cruzamento. A marcação foi da assistente Neuza Back.

Apesar dos gols anulados no segundo tempo, a criação do Brasil era baixa. No fim, o Confiança ainda pregou sustos contra a meta de Matheus Nogueira, mas nada que tirasse a segunda igualdade entre Brasil e Confiança na Série B, sintomático para apontar as duas equipes nas últimas posições. Com o empate, nem o time de Cléber Gaúcho nem o de Luizinho Lopes puderam comemorar ao fim do jogo. Se não guinarem as campanhas o quanto antes, o caminho é a Série C.

O Brasil completou 11 jogos sem vencer, apesar da série de quatro empates consecutivos. Isto também é sintomático no histórico das Séries A e B, por pontos corridos: mais de 10 partidas sem conseguir ganhar é sinal de queda.

O próximo adversário do Brasil é o Goiás, fora de casa, em jogo somente para o sábado seguinte, pela 24ª rodada. No primeiro turno, deu Brasil na Baixada, mas o Xavante só venceu mais um jogo após aquela ocorrência.

FICHA TÉCNICA: BRASIL 1×1 CONFIANÇA

BRASIL: Matheus Nogueira; Vidal, Arthur Henrique, João Siqueira (Alan Dias) e Paulinho; Diego Gomes (Bruno Matias), Romulo, Rildo, Kevin (Terra), Netto (Caio Rangel) e Erison (Viçosa). Técnico: Cléber Gaúcho.

CONFIANÇA: Rafael; Jonathan Bocão (Vinicius Barba), Nirley, Luan Bueno e João Paulo (Lucas Sampaio); Madison, Rafael Vila, Álvaro, Willians, Ítalo e Tiago Reis (Gustavo Ramos). Técnico: Luizinho Lopes.

  • ÁRBITRA: Edina Batista, com Neuza Back e Leila Cruz.
  • Jogo válido pela 23ª rodada da Série, disputado no Bento Freitas, em Pelotas.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções