Diário da Manhã

quinta, 23 de setembro de 2021

Notícias

Câmara retoma sessões presenciais cercada de protocolos sanitários

Câmara retoma sessões presenciais cercada de protocolos sanitários
11 agosto
08:54 2021

Após sete meses de sessões online os 21 vereadores retornaram ao prédio da rua 15 de Novembro

A Câmara de Vereadores de Pelotas retomou ontem o trabalho presencial para todos os 21 vereadores, que após sete meses de sessões online voltaram ao plenário e a tribuna. Para garantir a segurança de funcionários e vereadores foi adotada uma série de protocolos de segurança como aferição de temperatura, separação das bancadas com laterais de acrílico, controle de acesso de pessoas ao plenário, distribuição de máscaras PFF-2 e álcool gel. Ao longo do final de semana o prédio ainda passou uma desinfecção geral.

“Tomamos vários cuidados para garantir um retorno seguro para todos e acredito que daqui para frente possamos manter as rotinas presenciais, o que é muito importante para qualificar o debate e o trabalho no Legislativo”, declara o presidente Cristiano Silva (PSDB).

A possibilidade de travar debates olho-no-olho, garantindo mais propriedade às argumentações e possibilitando ao público que assiste as sessões pela televisão ou redes sociais tenha uma ideia mais clara das discussões foi destacada pelo vice-presidente da Câmara, vereador Paulo Coitinho como um dos grandes ganhos com o retorno das sessões presenciais.

“Estamos tratando de temas importantes e outros tantos irão começar a tramitar na Casa como o orçamento municipal, por exemplo, e a discussão presencial é sempre importante para que possamos apresentar para a população informações mais completas e, também, para as pessoas saberem o que cada vereador está defendendo e fazendo”, diz.

A redução dos casos de infecção e de mortes com o avanço da campanha de vacinação é na cidade é uma das principais justificativas dos vereadores favoráveis ao retorno presencial, que também argumentam a necessidade de a Câmara seguir o ritmo de outras atividades que já retomaram o trabalho presencial.

OPINIÃO CONTRÁRIA – Derrotados na votação de julho que definiu o retorno às atividades presenciais a partir de agosto por 15 votos a quatro – e duas abstenções – os vereadores da bancada do Partido dos Trabalhadores (PT), Miriam Marroni e Sidnei Fagundes, Sid compareceram à sessão dessa terça-feira, mas mantiveram a posição contrária ao retorno.

“Votei contra porque acho muito precoce essa volta, pois temos ainda índices muito preocupantes de transmissão e mortes na cidade, além da ameaça da nova variante Delta, portanto a Câmara deveria dar exemplo, pois é um trabalho possível de ser realizado online sem prejuízo nenhum prejuízo das sessões”, declara Miriam.

O vereador Sid segue na mesma linha e defende que o aumento da circulação da variante Delta deveria gerar preocupação por redobrar os cuidados pois gera um riscos elevados de reinfecção e infecção entre pessoas já vacinadas. “Apesar das câmeras ligadas e todos os protocolos, o aumento da circulação de pessoas na Casa aumenta os riscos de contaminação, por isso acho que esse não seria o momento de voltar”, diz.

PRIMEIRA REUNIÃO PÚBLICA – Na sessão desta quarta-feira a Câmara realiza sua primeira reunião pública presencial desde o ano passado. O tema será a metodologia de escolha das famílias que serão beneficiadas pelo auxílio emergencial pelotense. O convidado é o secretário de Assistência Social, José Olavo Passos. Apesar de presencial a reunião não poderá ter público além dos vereadores, assessores, funcionários e convidados.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções