Diário da Manhã

domingo, 28 de fevereiro de 2021

Notícias

Claudio Tencati explica metas cumpridas e pendências com Brasil

21 janeiro
08:59 2021

Por: Henrique König

Ainda antes do empate com o América Mineiro, por 0x0, pela 36ª rodada, o técnico Claudio Tencati havia concedido entrevista para a Rádio Conexão Xavante, explicando situações de sua passagem pelo Brasil.

Meta alcançada: “Nosso plano era entregar o Brasil garantido na Série B 2021 antes do Natal. Falhamos em dois jogos em casa, nos empates com Botafogo-SP e Operário, contávamos com quatro pontos a mais. Mas sabíamos que não sofreríamos até o final pelo trabalho da comissão técnica e os jogadores terem comprado a ideia. Nosso vestiário é muito forte e o grupo focado, com intensidade nos treinamentos”, destacou o treinador.

Treinador, ao centro, negocia com o presidente Nilton Pinheiro e a nova direção
Foto: Tanize Sedrez / GE Brasil

Ele alertou para os problemas que o clube atravessa e também a situação da pandemia da covid-19, que atingiu mais atletas na reta final da Série B.

Situação financeira no Brasil: “Sabia da dificuldade, mas não imaginava que era tanta. O ano se arrastou para 14 meses, a Série B costumava terminar em novembro, então ficou dispendioso aos clubes, não só ao Brasil”. Segundo Tencati, houve a união do grupo para cumprir a meta da permanência na B, mas quando não houve o acerto salarial após a vitória sobre o Juventude, naturalmente ocorreu a queda de rendimento diante do Figueirense. “Se houver a resolução do problema financeiro, muitos do grupo querem ficar. Eu quero ficar”, afirmou.

O treinador paranaense garantiu que a atual direção, com Ricardo Fonseca e a futura gerência, com Nilton Pinheiro, estão buscando alternativas para sanar o prejuízo. Sabe-se que os salários de novembro e dezembro sofreram atraso.

“Espero que resolvam para podermos ter um planejamento para o Gauchão e para a próxima temporada. Você pode notar que não houve reclamação dos jogadores na imprensa, não houve protesto como ocorreu na Ponte Preta, então nos mantemos fieis ao clube.”

Tencati sente que o presidente Ricardinho está isolado, com uma carga muito grande para resolver, mas acredita que haverá uma maior cooperação na gestão que assumirá com Nilton, com Montanelli, Giovani Peres e Marcelo Menegotto. Por isso, enquanto não bate o martelo do fico, permanece a esperança da manutenção do trabalho.

A entrevista completa do treinador, com Cesar Porto e Vinicius Maciel, está na página da Conexão Xavante, no Facebook.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções