Diário da Manhã

domingo, 24 de janeiro de 2021

Notícias

Destaque na Série B, Rafael Martins segue no Xavante em 2021

07 janeiro
09:04 2021

Goleiro encerrou vínculo de 14 anos com Coritiba e assina com Rubro-Negro para próxima temporada

Desde que o Brasil subiu da Série D para o novo patamar nacional, a Série B, os goleiros são destaque no Bento Freitas, sob orientações do preparador Alex Lessa. Em 2020 não foi diferente. Após Eduardo Martini, hoje diretor no clube, Marcelo Pitol e Carlos Eduardo, um goleiro emprestado pelo Coritiba chegou para também fazer história. Rafael Martins esteve no ano passado por empréstimo e sempre manifestou o desejo de seguir no Rubro-Negro. A assinatura do novo contrato é para sua permanência até o final de 2021.

Rafael sempre foi do Coritiba. No clube desde 2006, o empréstimo para o Brasil foi sucesso para sua carreira. Hoje, aos 29 anos, comemorou o ano em que mais conseguiu atuar, sendo destaque do Brasil. “Tive um ano abençoado e sempre manifestei o desejo de ficar no Xavante”.

Rafael é pódio entre os goleiros da Série B nacional
Foto: Divulgação / GE Brasil

Rafael Martins é o 2º goleiro com mais defesas na Série B: 97. Tem também o 2º melhor percentual de defesas em chutes contra sua meta. É o 3º goleiro que mais sai de campo sem sofrer gols nas partidas.

Antes do Brasil, o único empréstimo havia sido para o Sampaio Corrêa. Rafael já viveu os opostos da tabela da Série B. Com o Tricolor maranhense, o rebaixamento para C. Com o Coritiba, acesso para Série A. No Brasil, além da estabilidade na classificação em 2020, a esperança de um 2021 lutando ainda mais na parte de cima.

Quando não pode atuar, Matheus Nogueira deu conta do recado, segurando contra a Chapecoense. A permanência de Rafael Martins reforça a segurança na defesa rubro-negra, a terceiro menos vazada da Série B.

SAÍDA: o analista de desempenho Enory Martins Junior acertou sua ida para Chapecoense. No Brasil, uma curta passagem, vindo em outubro de 2020. O profissional tem experiência pela análise até em seleção brasileira. Um cargo muito importante em que o Xavante deve buscar a reposição com qualidade.

Outros profissionais que o Brasil perdeu na Série B foram executivo Felipe Gil, para o Paraná, e supervisor Giuliano Bittencourt, para o Criciúma

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções