Diário da Manhã

sábado, 06 de março de 2021

Notícias

MEC decide revogar portaria que determinava retorno de aulas presenciais em institutos federais

MEC decide revogar portaria que determinava retorno de aulas presenciais em institutos federais
02 dezembro
14:58 2020

Após anunciar o retorno das aulas presenciais no ensino superior em janeiro de 2021, o Ministério da Educação foi alvo de críticas de universidades que se recusaram a voltar às aulas por não avaliar ser o melhor momento.

Diante da má acolhida, o ministério decidiu revogar a portaria que determinava o retorno das aulas presenciais. O ministro, Milton Ribeiro, afirmou à CNN que irá abrir uma consulta pública para ouvir o mundo acadêmico antes de tomar nova decisão.

“Quero abrir uma consulta pública para ouvir o mundo acadêmico. As escolas não estavam preparadas, faltava planejamento”, afirmou o ministro.

O ministro se disse surpreso com a resistência das universidades e que tinha consultado profissionais do mundo acadêmico antes de publicar a portaria. “A sociedade está preocupada, quero ser sensível ao sentimento da população”, disse.

Milton Ribeiro também afirmou que o retorno às aulas se dará quando as instituições de ensino se sentirem seguras e confiantes de que as aulas possam ocorrer sem preocupação.

Fonte: A Tarde

 

O QUÊ DIZ A UFPEL

Nota da Gestão sobre a portaria do MEC de retorno do ensino presencial em janeiro

Diante da Portaria do MEC 1030, de 1º de dezembro de 2020, a Universidade Federal de Pelotas vem a público reafirmar que seguirá priorizando o cuidado com a vida e a segurança de seus alunos e servidores e adotará as medidas que forem necessárias para isso. Reitera que, tanto as atividades acadêmicas como as administrativas seguem sendo realizadas, ainda que de modo remoto.  A UFPel informa que foram criados grupos de trabalho com representação de toda a comunidade acadêmica para, com base em dados técnicos e científicos, elaborarem um plano de retorno a partir do qual a Universidade vai deliberar sobre o momento e a forma apropriados para a volta das atividades presenciais.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções