Diário da Manhã

terça, 15 de junho de 2021

Notícias

Tencati vê Brasil longe do ideal, mas acredita em melhora gradual

17 maio
08:46 2021

Treinador mira evolução, com atletas remanescentes do Gauchão passando por preparação mais adequada para Série B

Por: Henrique König

Claudio Tencati concedeu entrevista coletiva na sexta-feira (14), no estádio Bento Freitas. O treinador demonstrou lucidez para analisar os problemas enfrentados no Estadual e mira a evolução dos atletas para a disputa da Série B, que inicia daqui a duas semanas (dia 28), contra o Londrina, na Baixada. Ao mesmo tempo, ele entende que a demora para anunciar reforços também adiciona dificuldades para o início do torneio nacional para o Xavante.

“O empecilho maior para contratar são os jogadores estarem em competição, não estarem ainda liberados para assinar. Quais estaduais já terminaram? São poucos. Pode ser que ocorra o nosso prejuízo pelo conjunto, pelo elenco. Mas isso já passamos no término da temporada 2020 para 2021. A gente vai pagar alguns preços por esse planejamento.”

“Tudo ajeitadinho como a gente queria, não vai ter como”, alegou o técnico

Tencati chegou no G.E. Brasil para o segundo turno da Série B 2020, quando assumiu o lugar de Hemerson Maria. Procurou adicionar sua forma preferida de jogar com o que tinha em mãos. E deu certo. Aos 47 anos, o treinador disputou a Série B pelo Londrina e também com ótima campanha em 2018 com o Atlético Goianiense. No Brasil, vai para sua segunda participação seguida no torneio de pontos corridos.

“Meu perfil é de marcação consistente, marcação forte, com transição rápida e verticalidade. Queremos direcionar o elenco e o time para essas ideias, para uma competição de regularidade e bastante transição. No Gauchão foi nítido que não tiramos o melhor de cada atleta. Tivemos déficits técnico, tático e físico baseados em uma preparação precoce, uma falta de tempo que nos ocasionou a priorizar o resultado. Jogos mais bem jogados não foram possíveis, então ficou uma imagem ruim. Não digo

totalmente ruim, mas não foi o que a gente queria. Alguns atletas não apresentaram tudo que sabem e tenho certeza que terão evolução, com ritmo diferente e preparação adequada. Até a estreia com o Londrina, vamos ter uma base já direcionada”, enfatizou.

Por fim, Tencati ressaltou que não divulgam os nomes das negociações para não atrapalhar o andamento das mesmas. Citou o exemplo do Gauchão, quando havia jogadores acertados com o Brasil, mas, de última hora, escolheram outro clube. Faltando menos de duas semanas para bola rolar pela Série B, a expectativa é total que atletas desembarquem na semana no Bento Freitas.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções